Filhos de pais que traíram acabam aceitando com facilidade a traição, diz psicóloga

Por Patricia Machado em 05/05/2016

O dia a dia de um relacionamento pode ser exaustivo para alguns casais. Por isso, muitas pessoas acabam traindo seus parceiros. No entanto, de acordo com um levantamento realizado na Inglaterra, 42% das pessoas já perdoaram uma traição da cara metade.

+ Mulheres traídas se tornam pessoas vencedoras, confirma pesquisa

+ Sexo deixa o relacionamento mais feliz — mesmo que você não admita, revela pesquisa

Em recente entrevista divulgada pela publicação Women’s Health, a psicóloga Barbara Greenberg explicou que esse comportamento está relacionado com a maneira que os pais das pessoas traídas agiram quando descobriram a infidelidade do parceiro.

“Não há dúvida de que a relação dos pais pode influenciar a sua própria relação. Nós temos uma maior tolerância para as coisas que nossos pais toleraram. O que acontece na nossa casa é interpretado por nós como uma regra – mesmo que isso não seja culturalmente algo normal”, explicou Barbara.

Dessa maneira, é mais comum que pessoas que vivenciaram a traição de seus pais e o perdão dos mesmos acabe aceitando a traição do seu parceiro.

De acordo com a psicóloga, esse ciclo vicioso deve terminar. Para isso, é importante que os filhos compreendam o que causou a traição dos seus pais e qual foi o motivo do perdão. Isso fará com que eles percebam que cada relacionamento é único e que não existe um padrão a ser seguido.

Além disso, é importante que os casais tenham uma comunicação clara e franca e que possuam uma opinião formada sobre a traição.

Foto: Thinkstock