Três em cada cem pessoas não conseguem reconhecer vozes familiares, diz estudo

Por Mariana Castro em 09/09/2016

Você sabe o que é agnosia auditiva? A disfunção caracteriza a incapacidade de reconhecer vozes familiares e, por nascerem com ela, muitos podem viver sem saber disso. Um novo estudo revelou que três em cada 100 pessoas sofrem da condição, chegando a ser mais comum do que a agnosia visual, que impede o reconhecimento de rostos e objetos.

+ Doença de Parkinson poderia ser detectada através de teste de visão, diz pesquisa

+ Dificuldade para acordar pode ser sinal de depressão matutina

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, fizeram entrevistas online com 730 pessoas para descobrir se eles conseguiam reconhecer a voz de celebridades, uma vez que elas já haviam reconhecido a imagem das personalidades anteriormente. Essas vozes foram misturadas com as de pessoas comuns e, além disso, foi pedido aos participantes que imitassem vozes e sons característicos de outros artistas famosos.

Os resultados mostraram que em 76,7% dos casos os participantes foram capazes de combinar a voz e o rosto das celebridades, sendo que o sexo masculino se saiu um pouco melhor na tarefa. Como esperado, as pessoas mais familiarizadas com a cultura de celebridades também imitaram melhor esses personagens.

+ Praticar exercícios pode reverter estágio inicial de demência, diz estudo

Em contrapartida, a pesquisa descobriu ainda que 3,2% das pessoas passaram longe da resposta correta. Além disso, por não imaginarem como as vozes soavam, esses participantes também eram incapazes de imitá-las. Esse exercício pode ser usado como um detector da inabilidade de reconhecer vozes, o que ajuda no diagnóstico dessa condição clínica.

Foto: Getty Images