Tomar meia taça de vinho por dia aumenta os riscos de câncer de mama, diz pesquisa

Por Mariana Castro em 02/06/2017

A maioria das pessoas adora uma boa taça de vinho. A bebida, inclusive, já foi associada a diversos benefícios para a saúde. Entretanto, uma nova pesquisa revelou que tomar meia taça de vinho ou um copo pequeno da bebida por dia aumentaria o risco de câncer de mama.

+ Dormir pouco aumenta o risco de câncer de mama, revela estudo

+ Solidão aumenta o risco de reincidência do câncer de mama, aponta estudo

Pesquisadores do Fundo Mundial para Pesquisas sobre Câncer fizeram uma minuciosa análise de 119 estudos já existentes. Isso reuniu um total de 12 milhões de mulheres participantes, das quais 260 mil desenvolveram a doença. Os resultados mostraram que 10 gramas de álcool por dia, o que equivale à meia taça de vinho ou um pequeno copo de cerveja, aumentam o risco de câncer de mama antes da menopausa em 5%. No período pós-menopausa, quando a incidência costuma ser mais alta, o risco é de 9%.

Embora o estudo não tenha se aprofundado nas relações de causa e consequência, muitas hipóteses podem explicar a conclusão encontrada. Uma delas é de que nos tecidos expostos o álcool pode haver conversão do material em um químico que pode causar mutações no DNA, potencialmente levando ao câncer.

+ Estudantes criam sutiã capaz de detectar sinais de câncer de mama

“O consumo de álcool também está associado a níveis elevados do hormônio sexual feminino estrogênio. A exposição cumulativa excessiva ao estrogênio, por sua vez, é um fator de risco importante no câncer de mama”, explicou Chin-Yo Lin, pesquisador da Universidade de Houston, nos Estados Unidos, à CNN.

Foto: Getty Images