Tomar banho frio realmente faz bem para a saúde?

Por Mariana Castro em 05/10/2016

Dentre as diversas teorias populares, a dos aspectos negativos do banho de água quente é uma das mais disseminadas. Já entre os benefícios da água fria estariam uma melhora na imunidade, na circulação e alívio do estresse. Mas, para ter coragem de mergulhar de cabeça nisso logo pela manhã, são necessárias fortes evidências. E foi isso que um novo estudo realizado na Holanda buscou.

+ Como evitar dores de ouvido após banhos de mar ou piscina

+ Principais cuidados com bebês no inverno

A pesquisa foi desenvolvida pelo Centro Médico Acadêmico (AMC, na sigla em holandês). Ele sugere que pessoas que tomam uma ducha gelada ao final do banho se recuperam mais rapidamente de doenças, faltando menos no trabalho do que aqueles que não têm este hábito. Os resultados mostraram que as licenças médicas nesses casos são 29% menores.

Mais de 3 mil pessoas participaram do estudo. Elas foram divididas em cinco grupos: um que tomava banhos quentes, outro que tomava banhos gelados e os outros três que tomavam duchas de água fria por 30, 60 e 90 segundos. Os maiores benefícios foram observados por parte dos que tomaram banhos gelados do começo ao fim, mas os que terminaram o banho com uma ducha de água fria também relataram sensações de bem-estar.

+ Beber água antes das refeições ajuda na perda de peso, conclui estudo 

“O que acontece é que seu sistema imunológico é ativado rapidamente. Sua frequência cardíaca aumenta, assim como a pressão sanguínea. Banhos frios podem ser comparados a uma corrida ou outras formas de exercício”, falou Geert Buiize, cirurgião ortopédico em treinamento e líder do estudo, ao NL Times. Por isso, quase dois terços dos participantes disseram que continuam tomando banhos gelados após o estudo, uma vez que isso tem aumentado seus níveis de energia tanto quanto uma boa xícara de café. Fica a dica.  😉

Foto: Getty Images