Será que o iogurte é mesmo amigo da dieta? Pesquisa inglesa diz que não

Por Pedro Katchborian em 09/05/2016

Pessoas que começam uma dieta têm um costume: incluir o famoso iogurte no cardápio hipocalórico. E o produto parece tudo bom no começo, pois melhora o sistema imunológico, faz bem para ossos e, o mais importante, satisfaz a fome. O problema é que o iogurte que bebemos normalmente não é o natural.

+ Dispositivo identifica as calorias e nutrientes dos alimentos 

Os produtos processados são feitos de uma combinação de ingredientes como gelatina, aromatizantes e açúcar. O grupo The Food Foundation fez uma pesquisa analisando a Muller Corner, uma das principais marcas de iogurte na Inglaterra, e descobriu que cada alimento tem entre 21g e 30g de açúcar — sendo a maioria deles açúcares adicionados, ao invés de açúcares naturais do leite.

Para uma criança pequena, por exemplo, um desses iogurtes já tem a quantidade de açúcar recomendada para um dia inteiro — para adultos, isso já seria metade do necessário.

A Food Foundation diz que a empresa faz anúncios que podem enganar o público, já que faz com que todos acreditem nos benefícios do iogurte. Ainda segundo a pesquisa, os alimentos que não são saudáveis são 3 vezes mais baratos.