Ser mãe solteira faz mal à saúde, diz pesquisa

Por Patricia Machado em 20/06/2016

Uma pesquisa produzida pela Erasmus University Medical Center, na Holanda, descobriu que, além da responsabilidade de criar um filho sozinha, ser mãe solteira é prejudicial à saúde, aumentando as chances da mulher ter problemas no coração e derrame cerebral.

+ Pesquisa adverte: “stalkear” o ex no Facebook pode prejudicar a sua saúde mental

+ Ter amigos é tão importante para a saúde quanto dietas e exercícios

O estudo analisou os dados sobre a saúde, tipo de trabalho desempenhado e estado civil de 11.000 mulheres européias e 6.000 mulheres norte-americanas que nasceram entre 1935 e 1956.

Ao comparar as informações das mulheres que eram mães solteiras e trabalhavam com aquelas que eram mães casadas e que também trabalhavam, os cientistas constataram que as mães solteiras tinham 40% a mais de chance de ter uma doença cardíaca e 74% de chance de ter um derrame cerebral. Além disso, as mães solteiras tinham 77% de chance de fumar.

“Perder o apoio de um parceiro ou a segurança de um trabalho pode causar estresse e isso irá resultar em hábitos não saudáveis. Trabalho e casamento costumam oferecer uma segurança financeira e social”, explicou Frank van Lenthe, autor da pesquisa, ao Daily Mail.

Foto: Thinkstock