Rótulos de alimentos terão que alertar para lactose

Por Mariana Castro em 01/02/2017

O número de pessoas diagnosticadas com intolerância à lactose tem aumentado a cada dia. Esse tipo de açúcar, presente no leite e em seus derivados, causa desconforto gastrointestinal, além de sintomas mais graves em determinadas situações. Pensando nisso, a Anvisa sancionou, esta semana, uma lei que obriga todos os alimentos e bebidas industrializadas a apresentar um alerta sobre a presença de lactose nos produtos.

+ Nove dicas básicas para reeducar a alimentação

+ Alimentos que já foram considerados vilões da saúde e hoje são aliados de muitas dietas

As marcas têm até 2019 para se adequar à lei, que prevê os tipos de alerta de acordo com a quantidade de lactose presente na composição. Produtos com mais de cem miligramas de lactose para cada cem gramas devem apresentar o aviso “contém lactose” abaixo da lista de ingredientes. Os que tiverem uma quantidade de lactose abaixo dessa medida devem alertar para a isenção da substância.

Esse padrão de alerta, que é escrito em letras maiúsculas e em negrito, já é usado para ingredientes que causam alergia. Apesar de similar, as normas atendem a públicos diferentes. “A alergia é muito mais severa, com efeitos graves que podem levar a óbito”, afirmou Talita Lima, gerente geral de alimentos da Anvisa, à Folha. “A intolerância à lactose varia muito, e não existe um valor fixo. Fizemos uma avaliação de risco com base na dieta brasileira e vimos que esses cem miligramas não trariam risco à saúde da população”, completou.

Foto: Getty Images