Reino Unido cria imposto sobre refrigerantes para combater a obesidade infantil

Por Patricia Machado em 19/08/2016

Uma nova determinação do governo britânico obrigará as indústrias de bebidas a pagarem uma taxa sobre o açúcar nos refrigerantes. A medida deverá entrar em vigor dentro de dois anos. O objetivo da iniciativa anunciada pelo ministro de Finanças, George Osborne, é combater os índices crescentes de obesidade infantil.

+ O que aconteceria com o nosso corpo e cérebro se bebêssemos apenas refrigerante?

+ Adolescentes brasileiros não comem frutas e adoram refrigerante, diz pesquisa

A renda arrecadada com o novo imposto será utilizada em programas de saúde para crianças em idade escolar. De acordo com o governo, quase um terço das crianças com idades entre 2 e 15 anos já está acima do peso ou obesa, fazendo com que a obesidade custe bilhões de libras ao Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido.

O imposto sobre o refrigerante será aplicado às bebidas com um teor de açúcares total superior a 5 gramas por 100ml, com possibilidade de taxas maiores para bebidas ainda mais açucaradas. A expectativa é que, através da iniciativa, haja uma redução de 20% na quantidade de açúcar utilizado na produção de refrigerantes.

O órgão de saúde do país acredita que as bebidas açucaradas são a maior fonte de consumo de açúcar por parte das crianças e que elas consomem mais do que o volume diário recomendado com apenas uma lata de refrigerante.

Foto: Getty Images