Saúde e Bem-Estar

Redução de mamas: quando e como fazer?

Redução de mamas: quando e como fazer?

O Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo, segundo levantamento da International Society of Aesthetic and Plastic Surgery feito em 2015. E das mais de 72 mil opções de intervenções estéticas disponíveis, a redução de mamas está em 6º lugar no ranking brasileiro de procedimentos mais comuns.

Também conhecida como mamoplastia redutora, ela pode ser realizada tanto por motivos estéticos, quanto por necessidades funcionais. Combinados, esses fatores justificam o alto número de pacientes que se submetem à cirurgia.

+ Site permite que mulheres tirem dúvidas sobre próteses de silicone

Além do incômodo estético, a hipertrofia mamária, ou seja, mamas desproporcionais ao biótipo da mulher, pode causar dores crônicas nas costas e nos seios, além de vícios na postura. Limitações para exercer atividades físicas e cotidianas e dificuldades para encontrar sutiãs e biquínis apropriados também fazem parte do dia a dia de quem sofre com a condição.

“Além de querer eliminar os sintomas de dor, as mulheres são motivadas por um desejo de melhorar sua imagem corporal e o desempenho em atividades diárias”, diz a cirurgiã plástica Mônica Frasson. Por esses motivos, diversos fatores precisam ser levados em consideração na hora de determinar o peso do tecido mamário que será removido na cirurgia. O biótipo, idade, gostos e atividades da paciente devem estar em harmonia com o tamanho dos seios.

Smiling woman in bra

A hipertrofia mamária pode ser classificada como leve (até 500 gramas removidas), moderada (501 a 800 gramas), grave (801 a 1.000 gramas) ou gigantomastia (acima de 1.000 gramas removidas da mama). “Para avaliar a necessidade do procedimento, mede-se a relação da mama e do quadril, em uma proporção em que a medida da mama não ultrapasse a medida do quadril”, explica Frasson. A caixa torácica também serve como parâmetro para medir o caimento dos seios, não devendo ultrapassar a linha da axila.

+ Pesquisa revela novidades no tratamento do câncer de mama mais agressivo

+ As principais dúvidas sobre a primeira consulta com o ginecologista

Fatores como idade, gravidez e aumento de peso podem fazer com que os seios aumentem de tamanho ou caiam novamente, mesmo após a cirurgia. “Por isso, praticar atividades físicas regularmente e manter uma alimentação balanceada ajuda a prolongar o resultado por mais tempo”, pondera a médica.

Qualquer mulher que tenha hipertrofia mamária pode realizar o procedimento, mas o ideal é que o desenvolvimento da mama esteja completo, o que acontece por volta dos 17 anos de idade. “Existem exceções, entretanto, como quando a qualidade de vida da paciente está prejudicada, com dor nas costas ou desvio na postura, ou quando há um desenvolvimento acelerado de mamas já formadas”, acrescentou Frasson.

Fotos: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

camisa sonora - imagem 3 - reproducao

Camisa tecnológica permite que deficientes auditivos “sintam” músicas clássicas

Mariana Castro26/05/2017
Tired man being overloaded at work

Dormir pouco pode afetar a aparência e arruinar a vida social das pessoas, diz estudo

Mariana Castro24/05/2017
HIV blood sample

Anvisa registra primeiro teste rápido para detecção do HIV

Patricia Machado23/05/2017
Woman sitting curled up

Ansiedade não controlada pode evoluir para sérios transtornos psicológicos

Mariana Castro23/05/2017
young woman sitting on couch and blowing nose

Problemas respiratórios aumentam as chances de infarto, diz pesquisa

Mariana Castro22/05/2017
Looking in mirror

França aprova lei que proíbe modelos extremamente magras

Mariana Castro22/05/2017
Hand Holding Small Marijuana Leaf with Cannabis Plants in Background

Anvisa reconhece Cannabis sativa como planta medicinal

Mariana Castro18/05/2017
Young woman picking her nails

Ansiedade: entenda o transtorno, sintomas e tratamentos

Mariana Castro16/05/2017
Fitness female athlete lifting weights in gym

Falar palavrões durante atividades físicas deixa as pessoas mais fortes, revela pesquisa

Mariana Castro12/05/2017
Pink breast cancer awareness ribbon in hand

Estudantes criam sutiã capaz de detectar sinais de câncer de mama

Mariana Castro11/05/2017
Woman hands holding cigarette outdoor.

Cigarro estimula produção de enzima que entope as artérias, conclui pesquisa

Mariana Castro10/05/2017
aula de cochilo - reproducao

Academia oferece aula de cochilo para queimar calorias e aliviar estresse

Mariana Castro09/05/2017
Close up of massage shoulder

Fazer massagem pode ser tão bom para o bem-estar quanto receber, revela estudo

Mariana Castro05/05/2017
Beautiful woman using mascara in bathroom

Dicas para manter os cílios fortes e saudáveis

Patricia Machado03/05/2017
Tired woman with tea in kitchen

Dormir muitas horas seguidas não compensa o ‘sono acumulado’, afirma pesquisa

Mariana Castro02/05/2017