Quem trabalha de bicicleta em São Paulo poderá ter auxílio de R$ 50

Por em 09/06/2016

A bicicleta já foi eleita o meio de transporte mais sustentável do planeta pela ONU — sem contar que, além de melhorar o trânsito caótico, evitar a poluição, economizar gasolina e álcool, ela ainda te ajuda a ser mais saudável.

E, por esses e outros benefícios, cada vez mais os responsáveis pelas cidades têm incentivado o uso do transporte. Quem trabalha de bicicleta em São Paulo, por exemplo, poderá ter um auxílio de R$ 50. Isso porque o Programa Bike SP foi aprovado em primeira votação na Câmara Municipal da cidade na última terça-feira (7).

+ Os benefícios de trocar o carro pela bicicleta

A ideia do projeto é fornecer um Cartão do Ciclista aos funcionários que optarem pelo meio de transporte por pelo menos três dias na semana. O Cartão terá um valor mensal mínimo de R$ 50, que poderá ser usado na aquisição de uma nova bicicleta ou em serviços de manutenção, compra de peças e acessórios, além de um bônus por quilômetro rodado.

A Prefeitura poderá também subsidiar parte do benefício, depositando um valor que seja, no máximo, igual ao creditado pela empresa.

Embora a adesão ao programa não seja obrigatória, as empresas que se cadastrarem poderão ter deduções no IPTU — limitadas a 20% do valor do imposto. Para ter direito ao desconto, a empresa deve oferecer vagas de estacionamento para as bicicletas, vestiário com chuveiros, além de ter pelo menos 30% de adesão dos funcionários da organização.

+ Como planejar uma viagem de bicicleta

O projeto ainda deve passar por uma segunda votação em plenário, ainda neste mês, antes de ser encaminhado para sanção do prefeito Fernando Haddad.