Quatro dicas para praticar exercícios no inverno

Por Patricia Machado em 24/06/2016

Para a maioria das pessoas, se exercitar no inverno é um grande desafio. Afinal, a época do ano é convidativa para ficar enrolado no cobertor assistindo um bom filme. No entanto, quem optar por abandonar a rotina de atividades físicas no frio terá que correr atrás do prejuízo para entrar em forma antes do verão.

+ Saiba o que o exercício é capaz de fazer com o seu cérebro

+ Exercícios que gastam mais calorias

Já quem deseja continuar se exercitando no inverno deve ter alguns cuidados. De acordo com os cientistas da indústria farmacêutica Aché Laboratórios, os esportistas precisam evitar contrair as doenças da estação e também a ocorrência de lesões.

Para você não perder a motivação e a forma física, confira algumas dicas para fazer exercícios no inverno:

Utilize roupas adequadas

Durante o inverno é recomendável que o atleta dê uma atenção especial às roupas. Procure utilizar camisetas de mangas compridas, gorros e até as luvas, caso pratique esportes ao ar livre. É essencial que todas as extremidades do corpo, como cabeça, pés e mãos, estejam protegidas. Opte por utilizar peças que podem ser removidas conforme o organismo se aquece.

O ideal é que a primeira blusa seja de um tecido sintético como polipropileno, que é capaz de afastar o suor do corpo. Evite usar camisetas de algodão porque ele retém a umidade da pele.

Faça um bom aquecimento

Antes de qualquer prática esportiva é importante preparar o corpo para tal esforço. O aquecimento faz com que a musculatura seja estimulada, diminuindo o risco de lesões. O aquecimento deve ser realizado em ambiente fechado, antes da pessoa ter contato com o frio.

Não esqueça do alongamento após o treino

O alongamento deve ser realizado somente no pós-treino. Isso permite maior absorção dos nutrientes obtidos com o exercício, além de ajudar na recuperação dos músculos, que ficam mais contraídos por causa das baixas temperaturas.

Hidrate-se com frequência

A ingestão de água no inverno deve ser frequente porque o tempo seco aumenta o risco de desidratação. As temperaturas baixas criam a sensação de que a perda de líquido durante o treino é menor, mas isso é apenas uma impressão.

Foto: Thinkstock