Saúde e Bem-Estar

Qual é o papel do pai durante a gestação?

Qual é o papel do pai durante a gestação?

Desde pequenas, as mulheres são preparadas para se tornarem mães. Brincar de boneca, por exemplo, ajuda na noção de cuidados com um bebê, como trocar fraldas e amamentar. Enquanto isso, para a maioria dos homens, o assunto paternidade só surge quando a menstruação da esposa ou namorada atrasa.

+ Parto humanizado: benefícios e cuidados

+ Conheça o hypnobirthing, técnica que promete diminuir a dor durante o trabalho de parto

“O parto sempre foi, desde os primórdios, um ato feminino. Nas tribos indígenas, o homem não assistia ao parto e assim foi durante muitos anos”, reflete Milena Guiotti, doula e consultora em aleitamento materno. Além disso, os papéis de gênero, durante muito tempo, colocaram o pai em uma posição secundária na gestação.

Mas, felizmente, isso vem mudando nos últimos anos – mudança imprescindível para uma relação ainda melhor entre pai, mãe e bebê. A paternidade ativa é fundamental para que o homem passe toda segurança e apoio que a mulher precisa durante o período. O pai pode e deve participar de cada etapa do processo, durante a gestação e após o nascimento.

Durante a gestação

Last preparation for the baby's coming out

Neste período, o corpo da mulher passa por grandes mudanças. Ela sente muito mais intimamente cada uma delas e por isso é importante que o homem busque informação para entender o que acontecerá nos próximos meses. Seja pegando mais leve para que ela não se estresse ou auxiliando durante as náuseas e desconfortos, o apoio do homem pode ser muito benéfico para a mulher.

Participar dos exames de pré-natal, ultrassom, escolha de enxoval e decoração do quarto também o preparam para a chegada do bebê. Tudo isso depende de esforço e vontade do futuro papai. Acompanhar a gestante em caminhadas e exercícios leves a estimulará a se manter saudável. Aulas de ioga são outro ótimo exemplo, e ainda permitem que ele entenda melhor sua respiração e aprenda técnicas para manter a calma durante o trabalho de parto. Tudo isso pode ser feito em dupla!

Na hora do parto

Husband checking  with wife in labor

Faz apenas 11 anos que entrou em vigor a lei que garante um acompanhante na sala de parto em qualquer hospital. Com ela, os pais passaram a participar e se envolver mais. Se, durante a gestação, ele acompanhou o processo e se preparou junto com a mulher, ele sentirá muito mais segurança na hora do nascimento. A atenção principal está na mulher, logicamente, mas o homem também está vendo seu filho vir ao mundo e, por isso, precisa de técnicas para relaxar.

“Tendo feito cursos de preparação para o momento, praticado ioga, meditação ou trabalhado em sua respiração, ele conseguirá tranquilizar a mulher e conduzi-la melhor”, explicou a enfermeira obstétrica Silvia Briani. Durante o trabalho de parto, muita ocitocina, conhecida como hormônio do amor, é liberada. “Ele vai entender a importância daquele momento para o casal e a ocitocina liberada fará com que o casal se sinta mais conectado, em parceria”, completou Guiotti.

+ Sete dicas para voltar à rotina sexual após a gravidez

Após o nascimento

Sleeping Beauties

No parto humanizado, o bebê passa sua primeira hora no mundo em contato pele a pele com a mãe. Depois disso, enquanto ela passa por procedimentos de cuidados, o bebê faz o mesmo contato com o pai. Isso é importante para que eles comecem a estabelecer um vínculo e para que os pais se sintam mais seguros desempenhando, talvez pela primeira vez, o papel deles.

A mulher se desgasta muito durante todo o processo de gestação, parto e amamentação. Por isso, a participação do pai simboliza um movimento de apoio a ela. “O ideal é que a mãe não tenha que se preocupar com as coisas da casa, por exemplo. Ele pode ajudar cuidando disso, ou ficando com o bebê para que ela possa descansar e relaxar também”, explicou Briani, que também é consultora de amamentação. “Tudo deve ser decidido e feito em conjunto”, complementou Guiotti.

Procurando um hospital ou maternidade na sua cidade? Clique aqui e faça a sua busca no Apontador.

Fotos: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

young woman runner running on city bridge road

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Mariana Castro18/01/2017
makeup artist glues false eyelashes

Maquiagem nos olhos pode favorecer o surgimento de terçol

Redação Apontador18/01/2017
bebida alcoolica e aumento de apetite - getty images

Consumir bebida alcoólica aumenta o apetite, comprova estudo

Patricia Machado18/01/2017
Sick

Como diferenciar os sintomas da dengue, zika e chikungunya

Carolina Romanini17/01/2017
Mexican chili con carne in a pan on a wooden

Comida apimentada pode reduzir o risco de morte, aponta pesquisa

Mariana Castro16/01/2017
portrait of happy young business man at office

Levantar durante o trabalho ajuda a queimar calorias, diz estudo

Patricia Machado16/01/2017
Salt spilling on table from salt cellar

Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Patricia Machado16/01/2017
Feeling sick and tired.

Pesquisa descobre como o estresse aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Mariana Castro15/01/2017
Woman meditating in the lotus position closeup

Meditação, Reiki e musicoterapia serão oferecidos pelo SUS

Patricia Machado13/01/2017
medium roast steak

Consumir carne vermelha em excesso pode causar doença intestinal, diz estudo

Mariana Castro13/01/2017
bonecas de proposito - reprodução

Aposentada cria bonecas terapêuticas para confortar crianças internadas

Mariana Castro13/01/2017
Boy using digital tablet while lying on rug at home

Uso excessivo de dispositivos móveis pode causar problemas de visão em crianças, diz estudo

Patricia Machado12/01/2017
projeto acucar - capa - reproducao

Projeto mostra a quantidade de açúcar em produtos industrializados

Patricia Machado11/01/2017
tired woman runner taking a rest after running hard

Fazer exercícios apenas no final de semana pode ser bom para a saúde, diz pesquisa

Mariana Castro11/01/2017
Woman smoker smoking a filter tip

Tabagismo deve causar a morte de 8 milhões de pessoas por ano até 2030, diz estudo

Patricia Machado10/01/2017