Saúde e Bem-Estar

Pessoas hipocondríacas têm mais chances de sofrer ataques cardíacos

Pessoas hipocondríacas têm mais chances de sofrer ataques cardíacos

Se você já assistiu programas médicos demais e fica encanado com qualquer mínima alteração que sente no corpo, atenção: sua preocupação pode fazer mal à saúde. Um novo estudo revelou que pessoas que se preocupam desnecessariamente com a saúde têm mais que o dobro de chances de desenvolver sérios problemas de coração.

+ Raiva e exercícios intensos elevam o risco de ataque cardíaco, aponta estudo

+ Falta de sono pode fazer você comer mais, sugere pesquisa

A pesquisa foi feita com mais de 7 mil pessoas e mostrou que aquelas com altos níveis de ansiedade em relação à saúde correm mais riscos de ataques cardíacos fulminantes ou dores súbitas no peito. Isto porque hipocondríacos colocam seus corpos em constante estado de alerta. Essa checagem incessante e o estresse consequente dela aumentam os riscos de problemas cardíacos.

“Essas pessoas ficam em alerta na intenção de controlar e detectar sinais precoces de doenças graves”, falou o time de pesquisadores da Universidade de Bergen, na Noruega. “Mas a atenção persistente e exagerada aos sintomas acaba por pressionar os sistemas corporais e aumentar o risco de doenças cardiovasculares”.

+ Vida sexual ativa reduz a chance de problemas cardíacos em mulheres mais velhas, diz estudo

+ Jantar depois das 19h aumenta o risco de ataque cardíaco, aponta pesquisa

Para o estudo, foram examinados os níveis de ansiedade com relação à saúde de cada paciente através de questionários. Eles também foram monitorados durante 12 anos. Em porcentagem, dos 10 pacientes com níveis mais altos de preocupação com relação à saúde do corpo, 6.1 sofreram de ataque cardíaco ou angina. Esse número é mais do que duas vezes maior dos que os casos entre os pacientes que não encanavam com a saúde.

Os cientistas noruegueses acreditam que isso é causado por uma atividade intensa nas partes do corpo que controlam hormônios do estresse, como o cortisol e a adrenalina. Se você está estressado, sua pressão sanguínea se eleva e a frequência cardíaca também aumenta. Homens hipocondríacos estão mais suscetíveis a serem afetados, com 78% de chances de problemas cardíacos. Para as mulheres, essa porcentagem é de 58%.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Bananas is good way for healthy carbs

O que comer antes e depois de uma atividade física?

Mariana Castro21/02/2017
Woman receiving cosmetic treatment

Como rejuvenescer a pele sem realizar procedimentos cirúrgicos?

Patricia Machado21/02/2017
Girls dancing at the festival

Dicas para cuidar dos olhos durante o carnaval

Redação Apontador20/02/2017
Happy woman at cafe using laptop

Marca de preservativos lança primeiro chatbot sobre saúde sexual no Brasil

Mariana Castro20/02/2017
Woman measuring her waist

Gene encontrado em verme pode ajudar a combater a obesidade, aponta estudo

Mariana Castro20/02/2017
Marijuana bud

Anvisa autoriza uso de medicamento à base de maconha para tratamento de Alzheimer

Patricia Machado17/02/2017
Doctor's and patient's hand

Câncer é a principal causa de morte por doença entre pessoas de 15 e 29 anos, diz estudo

Patricia Machado15/02/2017
idoso cartao de natal - imagem 3 - reproducao

Idoso com demência recebe cartões no dia dos namorados de pessoas desconhecidas

Mariana Castro14/02/2017
Noisy Nursery Lesson

Ruído nas escolas pode acarretar danos à audição de alunos e professores

Redação Apontador14/02/2017
Measuring fatty abdominal

Dormir menos de 7 horas por dia engorda, garante estudo

Patricia Machado13/02/2017
Alcohol cleaning gel

Anvisa suspende lote de gel antisséptico

Mariana Castro13/02/2017
girl in the forest uses the spray against mosquitoes

Oito produtos que podem perder o efeito ou fazer mal à saúde após o prazo de validade

Redação Apontador13/02/2017
Father and son future

Poupatempo ajuda no reconhecimento de parternidade

Mariana Castro13/02/2017
Audience with hands in the air at a music festival

Pesquisa descobre que música, sexo e drogas ativam as mesmas substâncias no cérebro

Mariana Castro10/02/2017
cadeira de rodas - divulgacao

Tecnologia permite que cadeiras de rodas sejam guiadas por expressões faciais

Patricia Machado10/02/2017