Saúde e Bem-Estar

Pesquisadores descobrem “interruptor” no cérebro que desliga para acordarmos

Pesquisadores descobrem “interruptor” no cérebro que desliga para acordarmos

Não há nada melhor do que acordar sem o barulho de um despertador, mesmo que, para a maioria das pessoas, isso aconteça pouquíssimas vezes. Agora, um novo estudo está em curso para descobrir o que leva o nosso cérebro a acordar naturalmente. Isso resolveria o mistério daqueles que planejam dormir por longas horas no domingo, mas acordam cedo sem motivo aparente.

+ Pessoas que dormem e acordam cedo tem o coração mais saudável, diz pesquisa

+ Brasileiros dormem menos, diz pesquisa

Os pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, acreditam que o cérebro possui um mecanismo similar ao de um termostato, dispositivo que controla a temperatura de determinado espaço. Como um interruptor, esse mecanismo ligaria ou desligaria de acordo com a necessidade do corpo, visando sua estabilidade.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas estudaram os neurônios responsáveis pelo sono das moscas, pois acreditam que estes também se apresentam nos seres humanos. Dessa maneira, se os neurônios estão ativos, a mosca está dormindo e, quando eles estão parados, a mosca está acordada.

Para estimular a atividade desses neurônios, os pesquisadores injetaram dopamina, que é um neurotransmissor que pode ser liberado com o uso de drogas estimulantes, como a cocaína. Essa substância levou os neurônios de controle do sono a pararem suas atividades, fazendo as moscas acordarem. Quando o grupo parava o envio de dopamina, os neurônios voltavam a ficar eletricamente ativos e a mosca dormia.

Isso acontece porque, com a presença da dopamina, o canal iônico, que controla os impulsos elétricos responsáveis pela comunicação das células do cérebro, promove curtos-circuitos nos neurônios que os desligam, levando o animal a acordar. Diogo Pimentel, um dos líderes do estudo, falou: “Descobrir como operar esse interruptor do sono tem nos dado a chance de entender melhor o funcionamento do cérebro”.

+ Dormir duas vezes ao dia é melhor do que ter uma longa noite de sono, afirmam pesquisadores

Publicado no jornal Nature, o estudo é um progresso para desvendar o mistério do sono, que é debatido há décadas. Apesar da descoberta do mecanismo similar a um termostato, os pesquisadores ainda não sabem ao certo o que corresponde à temperatura em nosso cérebro. “O sistema mede algo em nosso cérebro que, ao atingir certo nível, nos leva a acordar. A grande pergunta é: o que é medido?”, questionou o professor Miesenböck, um dos autores da pesquisa, ao Daily Mail.

Foto: Thinkstock

Mais em Saúde e Bem-Estar

Father and son together

Ter filhos aumenta a expectativa de vida, diz estudo

Mariana Castro25/03/2017
Child's Hands Under Water Tap

Artistas ficam sem água por um dia para campanha de conscientização

Patricia Machado24/03/2017
Ball of pizza dough on a rustic wooden background

Baixo consumo de glúten pode levar à diabetes, aponta estudo

Mariana Castro24/03/2017
Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017
Picture of pregnant woman holding heart sign to one side

Como funciona o processo de congelamento de óvulos?

Redação Apontador17/03/2017
Head full of thoughts when she is around

Praticar exercícios intensos pode afetar a libido dos homens, diz pesquisa

Mariana Castro16/03/2017
4 friends with drinks, sharing a pizza

Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

Mariana Castro16/03/2017
Woman using mobile phone

Redes sociais aumentam a sensação de solidão, afirma pesquisa

Mariana Castro15/03/2017
I hate a vegetables! I'm not eating this!

Carência de ferro no organismo pode afetar o desenvolvimento físico e intelectual

Redação Apontador14/03/2017
Zika virus aedes aegypti Dengue chikungunya Mayaro fever human skin

Como se proteger da febre amarela?

Mariana Castro13/03/2017