Pesquisa sugere que tirar selfies pode estar relacionado à solidão

Por Mariana Castro em 07/10/2016

Todos conhecem pelo menos uma pessoa que utiliza as suas contas nas redes sociais para compartilhar fotos de si mesma. Ou, talvez, você mesmo tire diversas selfies. Mas, além da vontade de ter muitos likes, os cientistas descobriram que esse hábito pode ser um sinal de solidão. Quem faz isso também tende a ser convencido, gostar de atenção e ter problemas na relação e distúrbios psicológicos.

+ Pessoas que compartilham fotos na academia são narcisistas, conclui pesquisa 

+ Tirar fotos faz você aproveitar melhor o momento, diz estudo

Alguns cientistas na Tailândia estudaram a personalidade de 300 estudantes e observaram a frequência com que eles tiravam selfies. Os participantes, em sua maioria mulheres entre 21 e 24 anos, foram entrevistados para detectar comportamentos narcisistas e egocêntricos, além de traços de personalidade solitária.

Os resultados mostraram que a grande maioria passava mais da metade de seu tempo livre em seus celulares ou navegando na internet e que gostar de tirar selfies estava relacionado com a intensidade de uso das redes sociais. Os especialistas acreditam que tanto homens quanto mulheres solitários tendem a tirar mais fotos de si mesmos, em busca da aprovação de outras pessoas.

“Pessoas que tiram muitas selfies tendem a sentir que não é apenas o seu bem-estar psicológico que está conturbado, mas que a qualidade de suas relações está comprometida”, contou Peerayuth Charoensukmongkol, líder do estudo e pesquisador do National Institute of Development Administration, em Bangkok, ao Daily Mail.

Alguns especialistas ainda acreditam que esse comportamento pode ser um sintoma de um tipo de ansiedade chamado de transtorno dismórfico corporal. Ele leva as pessoas a se preocuparem intensamente com um defeito imaginário ou mínimo em sua aparência e a desenvolver comportamentos compulsivos em resposta a isso.

Foto: Getty Images