Pesquisa descobre que música, sexo e drogas ativam as mesmas substâncias no cérebro

Por Mariana Castro em 10/02/2017

Sexo, drogas e rock’n roll: aparentemente, essa combinação não é mesmo à toa. Segundo um novo estudo, o prazer de escutar uma boa música é gerado pelo mesmo sistema químico cerebral que proporciona as sensações de bem-estar ligadas ao sexo, drogas e também à comida.

Para a pesquisa, cientistas da Universidade McGill, no Canadá, usaram a naltrexona, remédio que trata a dependência em drogas, para bloquear temporariamente os receptores opioides, que são responsáveis pelo prazer. Em seguida, foram medidas as reações dos 17 participantes a estímulos musicais.

+ Música heavy metal pode ajudar a lidar com a morte, aponta pesquisa

+ Ouvir músicas tristes pode fazer você se sentir melhor

Os resultados revelaram que, mesmo ouvindo suas músicas preferidas, as pessoas não sentiram as emoções que estavam acostumadas a sentir com aquele som. “Esta é a primeira prova de que os opioides próprios do cérebro estão diretamente envolvidos no prazer musical”, falou Daniel Levitin, um dos autores do estudo, à Deutsche Welle.

As descobertas foram importantes porque estudar a origem neuroquímica do prazer pode ser muito benéfico no tratamento de dependentes de álcool, drogas e sexo.

Foto: Getty Images