Pesquisa descobre como a fome influencia as atitudes das pessoas

Por Patricia Machado em 03/10/2016

Quando estamos famintos, parece que nos transformamos em outra pessoa. Muitas vezes ficamos irritados e até paramos de racionar enquanto não conseguimos comer. Com base nessas experiências, uma pesquisa feita nos Estados Unidos quis entender qual era o poder da fome no organismo humano.

+ Cinco receitas de sanduíches saudáveis para matar a fome

+ Nutricionistas explicam o que pode estar te deixando sempre com fome

Para realizar o estudo, os cientistas do National Institutes of Health comandaram três experiências com ratos de laboratório. A primeira parte do estudo queria entender como animais com fome e sede se comportavam. Por isso, parte dos ratos estava passando fome e sede enquanto os demais estavam apenas com sede. Ao soltá-los em uma gaiola com água e comida, os animais que apresentavam as duas condições ignoraram a sede e procuraram a comida imediatamente.

Depois, os cientistas verificaram como a fome se sobrepõe à sensação de medo. Eles passaram uma substância química que é semelhante à de uma raposa em uma gaiola em que havia comida. Parte dos ratos estava com fome enquanto os demais estavam saciados. Ao soltarem os animais, quem estava com fome ignorou o medo e entrou na gaiola para pegar o alimento.

Por fim, a pesquisa fez um teste para entender como a fome abalava as relações sociais. Como feito nas experiências anteriores, parte dos ratos estava com fome. Além disso, na gaiola em que havia alimento também havia um rato porque esses animais são sociáveis e gostam de interagir com os demais. Quando libertados, os animais que estavam famintos ignoraram a presença do outro rato e procuraram a comida imediatamente enquanto os outros brincaram com o animal.

Com base nessas evidências, os pesquisadores concluíram que a sensação de fome é tão poderosa que ela faz com que as pessoas ignorem seus medos, amigos e até outras necessidades, como estar com sede. A pesquisa foi publicada no periódico Neuron

Foto: Getty Images