Saúde e Bem-Estar

Ouvir músicas tristes pode fazer você se sentir melhor

Ouvir músicas tristes pode fazer você se sentir melhor

Quem nunca teve uma playlist para aqueles momentos em que queremos “curtir” uma fossa? O que para uns pode parecer uma maneira de se afundar em uma melancolia sem fim, na verdade é uma forma de desencadear uma ampla série de emoções, além da tristeza. Pelo menos é o que diz a ciência.

Pesquisadores da Durham University, no Reino Unido, e da University of Jyväskylä, na Finlândia, chegaram à conclusão que ouvir músicas tristes pode fazer você se sentir melhor. Esse tipo de música pode levar a sentimentos prazerosos e confortantes, tudo depende das memórias que provocam. O estudo foi publicado no periódico científico Plos One

+ Ouvir música em casa deixa as pessoas mais felizes, inspiradas e sensuais, diz pesquisa

Os pesquisadores analisaram as experiências emocionais associadas às canções melancólicas de mais de 2 000 pessoas, buscando entender as razões que levam as pessoas a ouvirem essas músicas e os sentimentos envolvidos nisso. O que eles descobriram? Que, na maioria dos casos, o ânimo melhora.

É claro que isso depende muito da associação que o cérebro faz com a canção. Algumas pessoas demonstraram sofrimento ao ouvir tais músicas tristes — principalmente as que estavam associadas a casos de morte de alguém querido, divórcio, término de namoro ou outras adversidades significativas.

+ Spotify divulga as músicas mais ouvidas para correr

Disse o chefe da pesquisa, Tuomas Eerola: “Há pessoas que absolutamente odeiam músicas que soam triste e evitam ouvi-las. Em nossa pesquisa, quisemos investigar esse amplo espectro de experiências que as pessoas possuem com esse tipo de música e encontrar razões tanto para ouvir, quanto para evitar”.

Eerola tem esperança de que estes resultados possam ter uma aplicação prática em terapia musical. Ele acrescentou: “Os resultados nos ajudam a identificar as formas como as pessoas regulam seu humor com a ajuda da música, bem como a reabilitação musical e musicoterapia podem ajudar nestes processos de conforto, alívio e prazer”.

Via Daily Mail

Mais em Saúde e Bem-Estar

various types of cheese

Consumo de queijo não aumenta colesterol ruim, afirma pesquisa

Mariana Castro26/03/2017
Pregnant woman touching her naked abdomen

Fases da lua e dia da relação sexual podem influenciar na gestação

Mariana Castro26/03/2017
Father and son together

Ter filhos aumenta a expectativa de vida, diz estudo

Mariana Castro25/03/2017
Child's Hands Under Water Tap

Artistas ficam sem água por um dia para campanha de conscientização

Patricia Machado24/03/2017
Ball of pizza dough on a rustic wooden background

Baixo consumo de glúten pode levar à diabetes, aponta estudo

Mariana Castro24/03/2017
Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017
Picture of pregnant woman holding heart sign to one side

Como funciona o processo de congelamento de óvulos?

Redação Apontador17/03/2017
Head full of thoughts when she is around

Praticar exercícios intensos pode afetar a libido dos homens, diz pesquisa

Mariana Castro16/03/2017
4 friends with drinks, sharing a pizza

Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

Mariana Castro16/03/2017
Woman using mobile phone

Redes sociais aumentam a sensação de solidão, afirma pesquisa

Mariana Castro15/03/2017