Saúde e Bem-Estar

Nova droga traz esperanças para quem sofre de Alzheimer

Nova droga traz esperanças para quem sofre de Alzheimer

Um novo remédio parece, pela primeira vez, conseguir diminuir a deterioração do cérebro causada pelo Alzheimer. A descoberta é um sopro de esperança para os pacientes que sofrem com a doença.

A substância denominada LMTX tem se mostrado capaz de melhorar as atividades cognitivas e retardar o encolhimento do cérebro em pessoas que ainda não tomam nenhuma medicação e têm Alzheimer leve ou moderado.

+ Pessoas com Alzheimer compartilham as memórias que nunca querem esquecer; Assista

O estudo foi feito com 891 pessoas, das quais 85% já tomavam remédios para o controle da enfermidade. O LMTX não se mostrou eficaz nesses casos, mas promoveu uma redução de 33% a 38%, dependendo da dose, nos outros 82 participantes que foram tratados apenas com a substância.

O mal de Alzheimer afeta drasticamente as habilidades cognitivas de quem tem a doença. A nova droga, entretanto, proporcionou uma melhoria significativa nesse aspecto e na realização de tarefas do dia a dia após 15 meses de uso do medicamento.

Segundo o The Independent, o experimento foi o primeiro a testar uma droga que tem como alvo as proteínas tau do cérebro. O Alzheimer causa uma mudança na estrutura dessa proteína – o que leva aos sintomas da doença – e o LMTX interfere nesse processo.

+ Saiba como o estresse pode afetar seu cérebro

Desenvolvido pela Alzheimer’s Society, no Reino Unido, o estudo ainda precisa ser aprofundado. “Ainda há muitas perguntas a serem respondidas como, por exemplo, por que a droga parece não funcionar em quem já toma outro tipo de medicação para a doença, mas temos feito grandes avanços para, um dia, revertemos o quadro de quem sofre com a doença”, disse Doug Brown, diretor da pesquisa.

O mal de Alzheimer afeta 46,9 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a associação Alzheimer’s Disease International. Seus sintomas incluem esquecimento, desorientação, dificuldades na fala e na mobilidade, alucinações e mudanças na personalidade.

Foto: Thinkstock

Mais em Saúde e Bem-Estar

camisa sonora - imagem 3 - reproducao

Camisa tecnológica permite que deficientes auditivos “sintam” músicas clássicas

Mariana Castro26/05/2017
Tired man being overloaded at work

Dormir pouco pode afetar a aparência e arruinar a vida social das pessoas, diz estudo

Mariana Castro24/05/2017
HIV blood sample

Anvisa registra primeiro teste rápido para detecção do HIV

Patricia Machado23/05/2017
Woman sitting curled up

Ansiedade não controlada pode evoluir para sérios transtornos psicológicos

Mariana Castro23/05/2017
young woman sitting on couch and blowing nose

Problemas respiratórios aumentam as chances de infarto, diz pesquisa

Mariana Castro22/05/2017
Looking in mirror

França aprova lei que proíbe modelos extremamente magras

Mariana Castro22/05/2017
Hand Holding Small Marijuana Leaf with Cannabis Plants in Background

Anvisa reconhece Cannabis sativa como planta medicinal

Mariana Castro18/05/2017
Young woman picking her nails

Ansiedade: entenda o transtorno, sintomas e tratamentos

Mariana Castro16/05/2017
Fitness female athlete lifting weights in gym

Falar palavrões durante atividades físicas deixa as pessoas mais fortes, revela pesquisa

Mariana Castro12/05/2017
Pink breast cancer awareness ribbon in hand

Estudantes criam sutiã capaz de detectar sinais de câncer de mama

Mariana Castro11/05/2017
Woman hands holding cigarette outdoor.

Cigarro estimula produção de enzima que entope as artérias, conclui pesquisa

Mariana Castro10/05/2017
aula de cochilo - reproducao

Academia oferece aula de cochilo para queimar calorias e aliviar estresse

Mariana Castro09/05/2017
Close up of massage shoulder

Fazer massagem pode ser tão bom para o bem-estar quanto receber, revela estudo

Mariana Castro05/05/2017
Beautiful woman using mascara in bathroom

Dicas para manter os cílios fortes e saudáveis

Patricia Machado03/05/2017
Tired woman with tea in kitchen

Dormir muitas horas seguidas não compensa o ‘sono acumulado’, afirma pesquisa

Mariana Castro02/05/2017