Saúde e Bem-Estar

Medicamentos genéricos: funcionam ou não?

Medicamentos genéricos: funcionam ou não?

Medicamentos genéricos são menos eficientes do que os originais? As opiniões se divergem muito sobre essa questão, inclusive entre os profissionais da saúde. Enquanto muitos recomendam a compra de genéricos, outros sugerem evitar.

Para chegar a uma conclusão, pesquisadores e farmacêuticos da University College London, na Inglaterra, analisaram, em uma série de testes, analgésicos à base de ibuprofeno. O teste comparou dois dos medicamentos mais famosos do tipo com três das suas versões genéricas.

+ Cientistas descobrem medicamento para dor que não possui efeitos colaterais

+ Cinco fatos que provam que sorrir é o melhor remédio

No primeiro teste, os pesquisadores avaliaram se os medicamentos continham a gramatura exata da matéria-prima descrita na bula. A Medicines and Healthcare Products Regulatory Authority (MHRA), agência que controla os medicamentos na Inglaterra, exige que as pílulas contenham exatamente a quantidade de princípio ativo declarada. Todas as marcas foram aprovadas.

O segundo teste avaliou o tempo de ação dos medicamentos. Chamado de “teste de dissolução”, ele acompanhou o tempo que o comprimido leva para ser dissolvido em solução aquosa e, portanto, entrar na corrente sanguínea. No caso dos medicamentos à base de ibuprofeno, pelo menos 75% do comprimido deve derreter dentro de 45 minutos. Nesse teste, os cientistas notaram algumas variações entre as marcas, mas o saldo final ainda foi positivo: todos os comprimidos se dissolveram dentro do período ideal.

+ Uma em cada duas crianças está acima do peso em São Paulo, revela pesquisa

+ Terapias alternativas ajudam no tratamento de dores crônicas

A pesquisa ainda foi além e avaliou dois remédios de “ação rápida”, um original e outro genérico. Neste caso, os medicamentos deveriam entrar em ação em até 30 minutos. Para a surpresa dos cientistas, os comprimidos de ambas as versões se dissolveram em apenas 20 minutos.

A partir desta análise, concluiu-se que não existem diferenças gritantes entre os medicamentos originais e os genéricos — e, portanto, não há por quê pagar mais caro por um medicamento ou outro.

Embora os resultados sejam impressionantes e nos levem a refletir, é importante ressaltar que a pesquisa foi conduzida na Inglaterra e não cita os medicamentos e laboratórios testados, portanto, não pode ser totalmente reproduzida para os medicamentos brasileiros.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Father and son together

Ter filhos aumenta a expectativa de vida, diz estudo

Mariana Castro25/03/2017
Child's Hands Under Water Tap

Artistas ficam sem água por um dia para campanha de conscientização

Patricia Machado24/03/2017
Ball of pizza dough on a rustic wooden background

Baixo consumo de glúten pode levar à diabetes, aponta estudo

Mariana Castro24/03/2017
Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017
Picture of pregnant woman holding heart sign to one side

Como funciona o processo de congelamento de óvulos?

Redação Apontador17/03/2017
Head full of thoughts when she is around

Praticar exercícios intensos pode afetar a libido dos homens, diz pesquisa

Mariana Castro16/03/2017
4 friends with drinks, sharing a pizza

Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

Mariana Castro16/03/2017
Woman using mobile phone

Redes sociais aumentam a sensação de solidão, afirma pesquisa

Mariana Castro15/03/2017
I hate a vegetables! I'm not eating this!

Carência de ferro no organismo pode afetar o desenvolvimento físico e intelectual

Redação Apontador14/03/2017
Zika virus aedes aegypti Dengue chikungunya Mayaro fever human skin

Como se proteger da febre amarela?

Mariana Castro13/03/2017