Saúde e Bem-Estar

Gene encontrado em verme pode ajudar a combater a obesidade, aponta estudo

Gene encontrado em verme pode ajudar a combater a obesidade, aponta estudo

Sabe aquela vontade insaciável de comer um doce durante a tarde? Ou aquela pizza à noite? E aquele lanchinho de madrugada? Pois bem, não se sinta culpado. A ciência garante que tudo isso pode ser explicado por um gene que controla a sensação de satisfação obtida após uma refeição.

+ Uso descontrolado do celular pode causar obesidade em crianças, diz pesquisa

+ Obesidade pode estar ligada à problemas de memória, diz pesquisa

Pesquisadores australianos e dinamarqueses estudaram o DNA dos nematódeos, uma espécie de verme. O estudo encontrou um gene responsável pelos sinais que o cérebro envia para o intestino, provocando a sensação de saciedade, sonolência e a necessidade de se exercitar após a refeição. Segundo os cientistas, a descoberta pode ser aplicada aos seres humanos, uma vez que eles compartilham 80% dos genes com a espécie estudada.

Ao analisar a atuação do gene, foi possível concluir que ele envia uma mensagem ao cérebro para que ele fique sonolento uma vez que o intestino já tenha armazenado gordura suficiente. Isso explica a sonolência típica que as pessoas costumam sentir após o almoço.

+ França proíbe venda de refil de refrigerante para combater a obesidade

Além disso, consumir alimentos gordurosos e açucarados, que são pobres em nutrientes, estimula o apetite e pode levar à obesidade em seres humanos.  “Quando os animais estão desnutridos, eles procuram por comida explorando o ambiente”, contou Roger Pocock, professor da universidade australiana Monash, ao Science Daily.

O estudo pode ser um avanço no combate à obesidade, uma vez que abre portas para o desenvolvimento de uma droga que reduza o apetite e estimule a vontade de se exercitar.

Procurando por um nutricionista ou outro especialista em saúde? Clique aqui e faça a sua busca no Apontador.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Friends in the cafe

Álcool compromete o cérebro mesmo sem causar embriaguez, diz pesquisa

Mariana Castro20/04/2017
Girl looking in the mirror

Cinco sinais de que sua pele está envelhecendo rápido

Patricia Machado19/04/2017
Businessman sleeping on the couch

Sonecas deixam as pessoas mais felizes, garante pesquisa

Mariana Castro18/04/2017
Pampering cream

Quatro hábitos que podem prejudicar a pele no inverno

Patricia Machado18/04/2017
Teen woman with headache holding her hand to head

Enxaqueca influencia no desenvolvimento de transtorno de ansiedade, conclui pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Woman doing yoga exercise

Meditar regularmente pode ajudar a reduzir o estresse, diz estudo

Mariana Castro17/04/2017
Portrait of a beautiful little girl with strawberry

Consumir frutas pode reduzir o risco de diabetes, aponta pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Sad little girl

Problema auditivo pode prejudicar o aprendizado das crianças na escola

Mariana Castro11/04/2017
mother teaching daughter to cut vegetables

Mitos e verdades da dieta vegana

Mariana Castro10/04/2017
assadura em bebes - istock

Dicas para tratar assaduras em bebês

Mariana Castro10/04/2017
Mother and daughter

Filhos de mães mais velhas têm menos problemas comportamentais, diz estudo

Mariana Castro07/04/2017
woman tired of diet restrictions craving sweets chocolate

Psicólogos desenvolvem técnica para controlar compulsão por chocolate

Mariana Castro06/04/2017
boy and headphones

Jogar videogame pode ajudar no combate à depressão, afirma pesquisa

Mariana Castro05/04/2017
Woman Suffering From Stomach Ache

Itália planeja oferecer licença remunerada para quem sofrem com cólicas menstruais

Mariana Castro03/04/2017
Prescription Drug

Tomar anti-inflamatórios aumenta o risco de infarto, diz pesquisa

Mariana Castro31/03/2017