Futebol pode combater a pressão alta em mulheres, diz estudo

Por Patricia Machado em 27/01/2017

Em 2011, a Associação de Futebol Dinamarquesa criou, em parceria com o professor universitário Peter Krustrup, uma nova modalidade esportiva. Batizada de Football Fitness, a ideia era fazer com que pessoas de todas as idades e gêneros jogassem futebol e conseguissem obter resultados positivos a partir da prática. Um novo estudo analisou o esporte e comprovou que o futebol pode combater a pressão alta em mulheres.

+ Os benefícios do esporte para o corpo e para a mente

+ Esportes para queimar calorias

A pesquisa conduzida pela Universidade das Ilhas Faroe e do Hospital Universitário de Copanhague envolveu 31 mulheres com idades entre 35 e 50 anos e pressão arterial moderadamente alta. Apenas 19 delas praticavam o Football Fitness. Ao longo de um ano, elas treinaram por uma hora de duas a três vezes por semana.

Ao analisarem a saúde das participantes, aquelas que jogavam futebol apresentaram redução da pressão arterial e do percentual de gordura no corpo. Além disso, o esporte influenciou positivamente a densidade dos ossos e a disposição física.

“A pesquisa mostra que mulheres não treinadas e com pressão arterial alta se beneficiam enormemente do Football Fitness. Esta prática pode ser corretamente descrita como tão eficiente e abrangente quanto remédios para mulheres com pressão alta”, disse Peter em comunicado.

Os resultados foram publicados no periódico Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports.

Foto: Getty Images