Formato do cérebro pode influenciar na personalidade, diz pesquisa

Por Mariana Castro em 01/02/2017

Diversos fatores podem definir a personalidade de alguém, como sua família, o ambiente em que vive e a educação que recebeu. Agora, um novo estudo revelou que o formato do cérebro também pode determinar como uma pessoa se comporta e quais são os seus traços de personalidade. Ele também pode indicar o risco de doenças mentais, segundo a pesquisa.

+ Cérebro adolescente pode revelar futuros distúrbios mentais, aponta pesquisa

+ Saiba como o uso do celular está transformando o seu corpo e cérebro

Os pesquisadores da Universidade Magna Graecia, na Itália, analisaram exames cerebrais de mais de 500 pessoas, com idades entre 22 e 36 anos. Eles procuravam diferenças no córtex de cada um, como a espessura, a área e o número de dobraduras. Essas características foram relacionadas aos cinco principais traços de personalidade, determinados por estudos anteriores comandados por psicólogos.

“Abertura e receptividade, por exemplo, foram associadas a um córtex mais fino, com maior área”, explicou Roberta Riccelli, pesquisadora da universidade e coautora do estudo, à AFP. Por outro lado, a instabilidade emocional estava ligada a um córtex mais grosso e com menor área.

+ Escrever à mão ajuda no desenvolvimento do cérebro, apontam especialistas

Esse traço, que também é conhecido como neuroticismo, pode revelar o desenvolvimento de disfunções como a ansiedade, por exemplo. “Detectar isso antes do desenvolvimento do problema pode ajudar os que têm riscos mais altos de desenvolvê-lo”, afirmou Roberta.  Segundo a pesquisadora, a forma do cérebro pode ser determinada pela genética ou por fatores ambientais.

Foto: Getty Images