Saúde e Bem-Estar

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Uma das metas de ano novo da maioria das pessoas é perder aqueles quilinhos que se acumularam ao longo do ano que passou. E, aparentemente, atingi-la pode ser mais fácil do que se imagina – e até menos cansativo. Novos estudos revelaram que fazer exercícios rígidos e muito intensos podem não trazer tantos benefícios para a saúde quanto prometem, além de não queimar tantas calorias.

+ Fazer exercícios apenas no final de semana pode ser bom para a saúde, diz pesquisa

+ Raiva e exercícios intensos elevam o risco de ataque cardíaco, aponta estudo

Os pesquisadores da Universidade de Bath, nos Estados Unidos, examinaram o tempo e a intensidade ideais de exercícios para uma pessoa. Para isso, eles pediram para 38 voluntários se exercitarem cinco vezes por semana, durante três semanas. Os participantes eram homens sedentários e acima do peso e mulheres com uma média de 52 anos e que já haviam passado pela menopausa.

Metade dos participantes correu intensamente na esteira, enquanto a outra metade correu moderadamente. Eles também diminuíram o consumo de calorias de comidas e bebidas e fizeram testes para medir a insulina e a gordura presentes no organismo antes e depois do período do estudo.

+ Cientistas descobrem a quantidade ideal de exercícios para ajudar na prevenção de doenças

Os resultados mostraram que ambos os grupos perderam a mesma quantidade de peso, além de terem melhores níveis de insulina e apresentarem melhoras no metabolismo. Também houve redução na pressão sanguínea, na gordura corporal e no colesterol. Isso mostrou que a alta intensidade dos exercícios não era fator determinante para a conquista dos melhores resultados.

“As mudanças de hábitos dos participantes tiveram um impacto dramático e positivo na saúde dos participantes, mas os dados demonstram que as calorias queimadas durante o exercício importam mais do que a intensidade do exercício”, explicou Jean-Philippe Walhin, autor do estudo, ao Daily Mail.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

The doctor gave vaccination needle

Campinas promove campanha de vacinação contra febre amarela

Mariana Castro30/03/2017
Close-up of woman having dental examination

Como cuidar da saúde bucal durante a gravidez?

Redação Apontador28/03/2017
Gynecologist explaining girl menstrual period

Cinco perguntas que as mulheres fazem com frequência ao ginecologista

Patricia Machado27/03/2017
Top view of a serene mature woman in bathtub

Banhos quentes podem prevenir diabetes tipo 2, diz pesquisa

Mariana Castro27/03/2017
various types of cheese

Consumo de queijo não aumenta colesterol ruim, afirma pesquisa

Mariana Castro26/03/2017
Pregnant woman touching her naked abdomen

Fases da lua e dia da relação sexual podem influenciar na gestação

Mariana Castro26/03/2017
Father and son together

Ter filhos aumenta a expectativa de vida, diz estudo

Mariana Castro25/03/2017
Child's Hands Under Water Tap

Artistas ficam sem água por um dia para campanha de conscientização

Patricia Machado24/03/2017
Ball of pizza dough on a rustic wooden background

Baixo consumo de glúten pode levar à diabetes, aponta estudo

Mariana Castro24/03/2017
Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017