Estudo revela que jovens estão trocando refeições por bebidas alcoólicas

Por Mariana Castro em 09/08/2016

A pressão por um corpo magro e uma cultura que estimula o alto consumo de bebidas alcoólicas são ingredientes básicos para a “alcoolrexia”, segundo um novo estudo. Está se perguntando o que isso significa? Pesquisadores revelaram que quase metade dos jovens está evitando refeições para poder beber mais, substituindo as calorias da comida pelas da bebida.

+ Consumo de álcool pode desenvolver sete tipos de câncer, diz pesquisa

+ Ressaca é capaz de acelerar o envelhecimento da pele, afirma especialista

As revelações são do relatório nacional de saúde de 2016, produzido pela Benenden, empresa inglesa de seguros médicos. Para a realização do estudo foram entrevistadas 3.000 pessoas de todas as idades. Entre os participantes de 18 até 34 anos, 40% admitiram cortar suas calorias ao longo do dia para gastá-las com o consumo de bebida à noite. Das pessoas com mais de 55 anos, menos de 10% relataram fazer o mesmo.

“Pular refeições pode causar intoxicação alcoólica, levando à perda dos sentidos e vômitos”, contou Iaine Hindal, chefe executiva da Drinkaware, uma fundação beneficente para educação sobre álcool, ao Daily Mail.

Além disso, fazer isso regularmente pode levar a problemas crônicos como doenças no fígado, no coração e até mesmo alguns tipos de câncer. “Se você está preocupado com o seu peso, é melhor cortar o álcool do que a comida. A bebida está cheia de calorias que não têm nenhum valor nutricional”, alertou Iaine.

red haired woman sick in bed with medicine

As descobertas também chamaram a atenção para a desinformação dos participantes, de todas as idades, sobre alimentação saudável. Eles disseram se considerar quase especialistas no assunto, mas erraram respostas de perguntas básicas sobre nutrição. Dessa maneira, o estudo concluiu que a maioria das pessoas escolhe fazer refeições saudáveis por uma preocupação com sua aparência, e não com seu bem-estar.

Fotos: Thinkstock