Costurar, pintar e cozinhar podem aliviar o estresse e a depressão, dizem especialistas

Por Mariana Castro em 28/11/2016

Os jovens de hoje em dia são submetidos a cada vez mais pressões e, atarefados e estressados, acabam deixando de lado hobbies saudáveis e outras atividades prazerosas. A tecnologia se tornou, de fato, o maior passatempo desta geração, que se encontra cada vez mais ansiosa e introspectiva. Um novo estudo defende que é necessária uma mudança nos hábitos dessas pessoas para o bem de sua saúde mental.

+ Cochilar aprimora a criatividade, aponta estudo

+ Cinco fatos que provam que sorrir é o melhor remédio

Cozinhar uma refeição ou costurar uma peça de roupa pode afastar os sintomas da depressão, de acordo com a pesquisa. Além disso, pintar, desenhar e escrever também ajudam a aumentar o sentimento de bem-estar e manter o espírito elevado. Os especialistas dizem que essas atividades “à moda antiga” podem gerar efeitos positivos nas emoções de jovens adultos.

Para a pesquisa, 658 estudantes mantiveram um diário com suas experiências e emoções por mais de 13 dias. Os pesquisadores da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, analisaram as informações e notaram um padrão de maior entusiasmo e energia nos dias seguintes à realização de atividades criativas.

+ Dicas para estimular a sua criatividade

“O que o estudo revela é que um comportamento criativo leva a um maior bem-estar emocional no dia seguinte. E se sentir melhor facilitará ainda mais atividades criativas”, falou o autor do estudo, Tamlin Conner, ao Daily Mail. “No geral, os resultados apoiam uma maior ênfase em hábitos criativos para cultivar um funcionamento psicológico positivo.”

Foto: Getty Images