Consumo de álcool pode desenvolver sete tipos de câncer, diz pesquisa

Por Mariana Castro em 25/07/2016

Pesquisadores da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, revelaram que o consumo de álcool está diretamente ligado ao desenvolvimento de sete tipos de câncer. O estudo foi publicado na revista científica Addiction.

+ Bebidas muito quentes podem causar câncer de esôfago, diz OMS 

+ Gene dos ruivos pode aumentar o risco de câncer de pele, segundo estudo

A pesquisa foi feita com base em dados publicados nos últimos dez anos a respeito da doença e do álcool. De acordo com os cientistas, a ingestão de álcool está associada aos cânceres de boca, garganta, laringe, esôfago, fígado, cólon, intestino e mama.

Os resultados mostraram ainda que pessoas que consomem uma quantidade baixa ou moderada de bebida alcoólica correm o risco de ter câncer, não havendo um nível seguro de consumo que seja capaz de evitar o desenvolvimento da doença.

Os pesquisadores neozelandeses também revelam que os benefícios do álcool são cada vez menos expressivos. Por isso, estudos que provam que uma taça de vinho por dia faz bem ao coração, por exemplo, se tornam irrelevantes quando comparados ao aumento do risco de câncer. Além disso, esse risco aumenta expressivamente quando se combina o consumo de álcool ao uso de cigarro.

Segundo dados da pesquisa, o consumo de álcool foi responsável por cerca de 500 mil mortes por câncer em 2012. Para rever esse quadro, os cientistas disseram que os riscos podem ser revertidos, em certa medida, nos casos de câncer de laringe, faringe e fígado, caso a pessoa pare de ingerir bebidas alcoólicas.

Foto: Thinkstock