Saúde e Bem-Estar

Conheça as vantagens e riscos da pílula anticoncepcional

Conheça as vantagens e riscos da pílula anticoncepcional

Criada há 56 anos por cientistas nos Estados Unidos, a pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais popular entre as mulheres. O motivo para tanto sucesso está no fato de que a taxa de eficácia do medicamento é de cerca de 99% e, além disso, ela ajuda a regularizar o ciclo menstrual e melhorar a qualidade da pele.

+ As principais dúvidas sobre a primeira consulta ao ginecologista

+ Três dicas para o início da vida sexual

“A pílula pode ser utilizada para tratar diversas condições no organismo da mulher, como sangramento aumentado, síndrome do ovário policístico, pólipos, cistos no ovário, acne, endometriose e regularização do ciclo menstrual”, explica Paulo Margarido, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana. “O medicamento também diminui as chances de câncer no endométrio, pois o contraceptivo favorece a proteção da membrana e protege contra câncer de ovário”, completa.

Atualmente, a indústria farmacêutica produz pílulas com diferentes taxas hormonais. Por esse motivo, o seu uso deve ser prescrito por um médico, caso contrário, o comprimido pode ser prejudicial à saúde. “É importante visitar um ginecologista antes de começar o tratamento com pílula, pois as indicações e reações podem variar de mulher para mulher. Caso a paciente comece a usar pílula sem orientação, ela corre riscos de sofrer com efeitos colaterais e até uma gravidez indesejada”, alerta o médico.

De acordo com o especialista, quem faz uso da pílula anticoncepcional pode desenvolver dor de cabeça, enxaqueca, maior retenção de líquido ou ganho de peso. “Esses efeitos ocorrem por causa do estrogênio, presente na maioria dos anticoncepcionais, que pode desencadear aumento de apetite e da progesterona, induzindo a retenção de líquido e deixando a mulher mais inchada”, afirma Paulo.

O método contraceptivo oral pode perder eficácia quando associado a outros tipos de medicamentos como antibióticos, anti-inflamatórios, e anticonvulsivantes. Por isso, é importante que o paciente avise o médico que está prescrevendo outras medicações sobre o uso da pílula.

Além disso, ao contrário do que se imagina, a pílula não prejudica a fertilidade. No entanto, fumantes, mulheres com histórico de trombose na família, pacientes com enxaqueca frequente, obesas, diabéticas e hipertensas mal controladas devem evitar o uso do medicamento. “Mulheres fumantes com mais de 35 anos, ao tomar a pílula, têm mais chances de desenvolver derrame, infarto e aumento da pressão arterial”, alerta o médico.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017
Picture of pregnant woman holding heart sign to one side

Como funciona o processo de congelamento de óvulos?

Redação Apontador17/03/2017
Head full of thoughts when she is around

Praticar exercícios intensos pode afetar a libido dos homens, diz pesquisa

Mariana Castro16/03/2017
4 friends with drinks, sharing a pizza

Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

Mariana Castro16/03/2017
Woman using mobile phone

Redes sociais aumentam a sensação de solidão, afirma pesquisa

Mariana Castro15/03/2017
I hate a vegetables! I'm not eating this!

Carência de ferro no organismo pode afetar o desenvolvimento físico e intelectual

Redação Apontador14/03/2017
Zika virus aedes aegypti Dengue chikungunya Mayaro fever human skin

Como se proteger da febre amarela?

Mariana Castro13/03/2017
doar-sangue-thinkstock1

Governo aprova novas regras para doação de sangue e transplante de órgãos

Mariana Castro13/03/2017
Mercury thermometer shows subfebrile temperature

Anvisa proíbe termômetros e aparelhos de pressão com mercúrio

Mariana Castro13/03/2017
Unhealthy white flour or dough

Dieta sem glúten pode trazer malefícios à saúde, diz estudo

Mariana Castro09/03/2017