Saúde e Bem-Estar

Cinco vantagens do coletor menstrual

Cinco vantagens do coletor menstrual

Apesar das mulheres provarem todos os dias que são capazes de realizar inúmeras e diferentes atividades, muitas delas ainda sofrem quando estão “naqueles dias”. Seja pelo medo de manchar a roupa, pelo desconforto causado pelo absorvente ou pela dificuldade para praticar esportes, a menstruação ainda atrapalha a rotina das mulheres.

+ Seis fatos sobre incontinência urinária

+ Abandonar a calcinha pode ser a chave para uma boa saúde íntima

Para ajudar o público feminino, diversas empresas apostaram no lançamento do coletor menstrual, que apresenta uma alternativa para os absorventes internos. Apesar de ter sido desenvolvido em 1930, o chamado “copinho” ganhou repercussão recentemente e foi capaz de causar polêmicas e despertar paixões.

O maior receio de quem ainda não é adepta do coletor é o seu difícil manuseio, uma vez que ele consiste em um pequeno copo de silicone que, dobrado, é introduzido dentro da vagina para armazenar o sangue da menstruação.

Essa barreira está diretamente ligada à ideia antiga de que as partes íntimas são intocáveis e, neste caso, o coletor atua como um instrumento importante para promover o autoconhecimento.

Em um grupo sobre o assunto no Facebook, mais de 69 mil membros tiram dúvidas e relatam suas experiências com o produto. A maioria das usuárias diz que com o coletor elas sofrem menos com a menstruação, já que é “como se não estivessem menstruadas”. Além disso, elas perceberam que o sangue da menstruação é muito mais limpo e agradável do que o absorvente revelava.

Conheça as principais vantagens de utilizar o coletor menstrual:

Sensação de limpeza

Durante o período menstrual, muitas mulheres dizem que não se sentem completamente limpas. No entanto, isso pode ser melhorado com o uso do copinho. O odor característico dos dias de menstruação, por exemplo, é causado pelo contato do sangue que ficou no absorvente com a atmosfera. Além de evitar o odor, o fim do uso de absorventes melhora as assaduras e alergias geralmente causadas pelo produto.

Conforto e disposição

É possível exercer todas as atividades do cotidiano sem qualquer desconforto, porque só é necessário esvaziar o coletor a cada 12 horas — esse tempo, no entanto, pode variar de acordo com o fluxo de cada mulher. Outra vantagem é que não é necessário ir ao banheiro tantas vezes ao dia como exige o absorvente.

Economia

O investimento inicial pode assustar, já que o coletor menstrual custa cerca de R$ 80. Mas o produto dura até 10 anos, o que representa uma boa economia a longo prazo. Além disso, ele diminui o risco da mulher ser pega desprevenida por não ter um absorvente extra na bolsa.

Sustentabilidade

Por causa da sua durabilidade, o coletor menstrual também é altamente sustentável. Ele não produz a assustadora quantidade de lixo que os absorventes produzem, além de não ser testado em animais.

Saúde íntima

O uso do coletor também diminui os riscos de proliferação de bactérias e fungos indesejados. Ele mantém a umidade natural do canal vaginal por ser de silicone e, ao contrário do que parece, é menos invasivo do que um absorvente interno, uma vez que fica na entrada — e não no fundo — do canal.

Ficou com vontade de testar o coletor menstrual? Confira algumas informações úteis sobre o produto:

  • O tamanho deve ser escolhido levando em consideração fatores como a intensidade do fluxo, a altura do colo do útero, a idade e se a mulher já teve filhos
  • A limpeza do coletor deve ser feita com água e sabão neutro a cada colocação. Em situações emergenciais, também é possível limpá-lo apenas com água ou até mesmo papel higiênico
  • Ao final de cada ciclo é recomendável esterilizá-lo com água fervente por 5 minutos. Isso protegerá o coletor de bactérias
  • No Brasil, marcas como Inciclo, Me Luna, Lunette e Holy Cup fabricam o coletor. Há vários pontos de venda, mas também é possível encontrá-lo nas lojas virtuais das empresas

Foto: Reprodução

Mais em Saúde e Bem-Estar

Green tea

Sete benefícios do chá verde para a saúde

Mariana Castro19/01/2017
unhappy man suffering from backache at home

Casos de pedra nos rins são mais comuns no verão

Patricia Machado19/01/2017
young woman runner running on city bridge road

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Mariana Castro18/01/2017
makeup artist glues false eyelashes

Maquiagem nos olhos pode favorecer o surgimento de terçol

Redação Apontador18/01/2017
bebida alcoolica e aumento de apetite - getty images

Consumir bebida alcoólica aumenta o apetite, comprova estudo

Patricia Machado18/01/2017
Sick

Como diferenciar os sintomas da dengue, zika e chikungunya

Carolina Romanini17/01/2017
Mexican chili con carne in a pan on a wooden

Comida apimentada pode reduzir o risco de morte, aponta pesquisa

Mariana Castro16/01/2017
portrait of happy young business man at office

Levantar durante o trabalho ajuda a queimar calorias, diz estudo

Patricia Machado16/01/2017
Salt spilling on table from salt cellar

Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Patricia Machado16/01/2017
Feeling sick and tired.

Pesquisa descobre como o estresse aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Mariana Castro15/01/2017
Woman meditating in the lotus position closeup

Meditação, Reiki e musicoterapia serão oferecidos pelo SUS

Patricia Machado13/01/2017
medium roast steak

Consumir carne vermelha em excesso pode causar doença intestinal, diz estudo

Mariana Castro13/01/2017
bonecas de proposito - reprodução

Aposentada cria bonecas terapêuticas para confortar crianças internadas

Mariana Castro13/01/2017
Boy using digital tablet while lying on rug at home

Uso excessivo de dispositivos móveis pode causar problemas de visão em crianças, diz estudo

Patricia Machado12/01/2017
projeto acucar - capa - reproducao

Projeto mostra a quantidade de açúcar em produtos industrializados

Patricia Machado11/01/2017