Cientistas descobrem a causa da sensação de déjà-vu

Por Mariana Castro em 29/08/2016

Se você já vivenciou a estranha sensação de estar em um mesmo lugar, com a impressão de viver um momento que já foi vivido anteriormente, deve conhecer o fenômeno batizado de déjà-vu. As especulações a respeito de sua motivação são muitas, mas cientistas parecem ter descoberto a real causa dessa sensação de replay no cérebro.

+ Pesquisadores descobrem “interruptor” no cérebro que desliga para acordarmos

+ Ciência está cada vez mais perto de conseguir “apagar” memórias ruins

O estudo, publicado no periódico científico The Quarterly Journal of Experimental Psychology, revelou que o déjà-vu nada mais é do que uma reação do cérebro para checar a memória que ele acabou de criar, impedindo que você esqueça algo ou confunda eventos passados.

Como não é possível prever o momento em que a sensação acontece, os cientistas da Universidade de St. Andrews, no Reino Unido, tentaram provocar o déjà-vu em 21 voluntários. Eles foram submetidos a exames de ressonância magnética, enquanto ouviam uma lista de termos relacionados a uma palavra-chave específica – como noite, pijama, travesseiro e cama para tratar da palavra-chave sono.

Os pesquisadores perguntavam se a pessoa tinha ouvido alguma palavra que começasse com a letra “s”, ao que ela respondia que não. Então, eles questionavam se o voluntário tinha ouvido a palavra “sono”. Eles sabiam que não, mas por estarem pensando no contexto daquelas palavras, afirmavam sentir um déjà-vu ao ouvir a pergunta.

+ Meditação é capaz de rejuvenescer o cérebro, conclui pesquisa 

Diferentemente do que esperavam os cientistas, o mapeamento cerebral dos participantes não ativou as áreas associadas à memória, como o hipocampo, mas a região frontal do cérebro, envolvida nas tomadas de decisões. Como são regiões relacionadas ao monitoramento de conflitos, isso mostra que déjà-vu não é um erro de memória, mas, sim, a prevenção de um erro.

Foto: Getty Image