Casos de pedra nos rins são mais comuns no verão

Por Patricia Machado em 19/01/2017

Durante a estação mais quente do ano, as pessoas costumam passar mais tempo ao ar livre e se divertir na praia ou piscina. No entanto, com tantas atividades, muita gente esquece de beber água e se hidratar. Isso pode causar problemas sérios de saúde, como a ocorrência de pedra nos rins.

+ Maquiagem nos olhos pode favorecer o surgimento de terçol

+ Evitar o consumo de carne pode ser o segredo para o emagrecimento, diz pesquisa

As principais causas para a formação de pedra nos rins são a desidratação e excesso de sódio, além de algumas predisposições genéticas. Nos dias mais quentes, as pessoas transpiram mais, mas nem sempre repõem a água do organismo. O problema é que, quando a água perdida não é reposta, os rins passam a trabalhar menos, o que favorece o acúmulo de sais e proteínas e a formação de cálculos renais.

“O cálculo pode ser formado por uma ou mais substâncias associadas. O mais comum é o de oxalato de cálcio. Doenças de outros órgãos que produzem excesso dessas substâncias também podem levar à formação de cálculos”, explica Jorge Fares, nefrologista do Hospital São Luiz Morumbi.

Quando há uma primeira crise renal, a pessoa costuma sentir uma dor intensa na lateral do abdômen e, muitas vezes, ela vem acompanhada de náusea. Por isso, é necessário procurar o médico urgentemente para descobrir a causa do problema. “A investigação da causa é muito importante para evitar novos cálculos e promover a diminuição na formação dos existentes”, diz o nefrologista.

Durante a consulta, o profissional irá avaliar se o cálculo é único, qual é a sua localização e tamanho, se ele pode ser eliminado sozinho, se há infecção e se ele está obstruindo o rim. Além disso, pode ser que haja a intervenção de um urologista.

O tratamento varia para cada caso, mas é possível que seja realizada uma endoscopia, laparoscopia ou cirurgia. Para evitar a formação de pedras nos rins, é importante beber dois litros e meio de líquidos por dia. Dentre as opções, o recomendável é ingerir água e sucos naturais.

Fotos: Getty Images