Saúde e Bem-Estar

Calor da menopausa pode ter influência genética, segundo pesquisa

Calor da menopausa pode ter influência genética, segundo pesquisa

Mulheres na menopausa sabem muito bem o que é sofrer com ondas de calor. A ciência já revelou que 70% delas vivem a sensação frequentemente durante esse período. Apesar disso, ainda não se sabia ao certo porque algumas tendem a sentir mais calor do que outras. Agora, um novo estudo revelou que isso pode ter a ver com a genética de cada uma.

+ Exercícios físicos podem reduzir os sintomas de menopausa, diz estudo

+ Menopausa pode acelerar o envelhecimento, diz pesquisa

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, analisaram os genomas de mais de 17 mil mulheres e ouviram suas experiências sobre ondas de calor e suor noturno. O time da UCLA estava buscando variações nos genes femininos que tivessem relação com essa sensação.

Das variantes identificadas, quatorze eram localizadas em uma mesma região do cromossomo 4 e estavam ligadas às mulheres com esses sintomas. Essa área do DNA codifica um receptor cerebral ligado à liberação do estrogênio, um hormônio feminino. Durante a menopausa, os níveis deste hormônio caem, levando a mulher a ficar menos tolerante a variações de temperatura.

+ Genética pode influenciar a vontade de tomar café, diz pesquisa

“Sabemos que o estrogênio tem um papel importante em fazer a mulher menos sensível a mudanças de temperatura”, falou JoAnn Manson, coautora do estudo e chefe da divisão de medicina preventiva no Brigham and Women’s Hospital. Faz sentido, portanto, que alterações no receptor desse hormônio estejam associadas às ondas de calor ou não.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

young woman runner running on city bridge road

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Mariana Castro18/01/2017
makeup artist glues false eyelashes

Maquiagem nos olhos pode favorecer o surgimento de terçol

Redação Apontador18/01/2017
bebida alcoolica e aumento de apetite - getty images

Consumir bebida alcoólica aumenta o apetite, comprova estudo

Patricia Machado18/01/2017
Sick

Como diferenciar os sintomas da dengue, zika e chikungunya

Carolina Romanini17/01/2017
Mexican chili con carne in a pan on a wooden

Comida apimentada pode reduzir o risco de morte, aponta pesquisa

Mariana Castro16/01/2017
portrait of happy young business man at office

Levantar durante o trabalho ajuda a queimar calorias, diz estudo

Patricia Machado16/01/2017
Salt spilling on table from salt cellar

Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Patricia Machado16/01/2017
Feeling sick and tired.

Pesquisa descobre como o estresse aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Mariana Castro15/01/2017
Woman meditating in the lotus position closeup

Meditação, Reiki e musicoterapia serão oferecidos pelo SUS

Patricia Machado13/01/2017
medium roast steak

Consumir carne vermelha em excesso pode causar doença intestinal, diz estudo

Mariana Castro13/01/2017
bonecas de proposito - reprodução

Aposentada cria bonecas terapêuticas para confortar crianças internadas

Mariana Castro13/01/2017
Boy using digital tablet while lying on rug at home

Uso excessivo de dispositivos móveis pode causar problemas de visão em crianças, diz estudo

Patricia Machado12/01/2017
projeto acucar - capa - reproducao

Projeto mostra a quantidade de açúcar em produtos industrializados

Patricia Machado11/01/2017
tired woman runner taking a rest after running hard

Fazer exercícios apenas no final de semana pode ser bom para a saúde, diz pesquisa

Mariana Castro11/01/2017
Woman smoker smoking a filter tip

Tabagismo deve causar a morte de 8 milhões de pessoas por ano até 2030, diz estudo

Patricia Machado10/01/2017