Brasil tem o maior número de casos de depressão na América Latina, diz OMS

Por Mariana Castro em 04/03/2017

Nos últimos anos, diversos fatores têm levado a um aumento no número de casos de transtornos psicológicos. A falsa felicidade assistida na internet e as diversas pressões que as pessoas são submetidas, por exemplo, são dois desencadeadores da depressão, doença que atinge 322 milhões de pessoas no mundo.

+ Filtros no Instagram podem indicar indícios de depressão, aponta pesquisa

+ Foto de arrumação de quarto levanta debate sobre a depressão

O número é 18% maior do que há dez anos, segundo um levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O relatório ainda indicou um dado alarmante para os brasileiros: o país tem a maior taxa de pessoas com depressão da América Latina. Segundo a organização, 5,8% da população nacional sofre com a condição, uma média que supera os índices mundiais.

Além disso, 264 milhões de pessoas no mundo sofrem com transtorno de ansiedade, um número 15% maior do que em 2005. O Brasil também é líder na América Latina, com 9,3% da população sofrendo desse transtorno. A taxa do país ainda é três vezes maior do que a média mundial.

+ Depressão e ansiedade aumentam o risco de morte por câncer, aponta estudo

Para as duas condições, o Sudeste Asiático é o que mais registra casos, com 60 milhões de pessoas, seguido das Américas, com 57,2 milhões. Globalmente, as mulheres são as mais afetadas e a depressão é a segunda principal causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos.

Foto: Getty Images