Ballet clássico emagrece, modela o corpo e trabalha a mente

Por em 03/05/2016

Para quem procura uma atividade física que emagreça, modele o corpo e ainda trabalhe a mente, a solução pode estar em uma modalidade de dança inusitada: o ballet clássico.

+ Lugares para aprender a dançar

Esse tipo de dança exige muito do corpo e da mente, o que resulta em curvas definidas e na melhora da concentração. Segundo a professora Thaynã Bóer, do Ballet Evelyn, em São Bernardo, “o ballet ainda encoraja a disciplina física, o controle e conhecimento do próprio corpo, além de inspirar um senso de confiança física e mental”.

Para se ter uma ideia, é possível ter um gasto de até 350 calorias em uma aula iniciante de 60 minutos. No caso de uma turma mais avançada, quando se exige mais agilidade na execução das coreografias, esse valor chega a ultrapassar 500 calorias!

+ Um minuto de exercício intenso pode equivaler a 45 minutos de atividade física moderada, diz pesquisa

Confira outros motivos para escolher o ballet clássico como atividade física:

  • É uma técnica que trabalha todo o corpo
  • Por exigir fôlego, trabalha a respiração
  • Propicia uma boa postura e habilidade corporal
  • Fortalece a musculatura
  • Trabalha o abdômen
  • Melhora a flexibilidade
  • Melhora a autoestima
  • Libera endorfina, causando bem-estar
  • Proporciona mais agilidade e coordenação motora
  • Trabalha o controle mental
  • Encoraja a disciplina física, o controle e conhecimento do próprio corpo (consciência corporal)
  • Inspira um senso de confiança física e mental
  • Desenvolve a sociabilidade
  • Permite a relação entre emoção, música e movimento
  • Promove o conhecimento e gosto pelas outras linguagens artísticas
  • Desenvolve a capacidade criativa