Adoçantes artificiais aumentam o apetite e consumo de calorias, diz estudo

Por Patricia Machado em 15/07/2016

Quem está de dieta sempre opta por substituir o açúcar por adoçantes artificiais na hora adoçar uma bebida. O problema é que o hábito pode ser um dos vilões da dieta. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Sydney, na Austrália, descobriu que os adoçantes estimulam fome e incentivam o consumo de mais calorias.

+ Consumo de grãos integrais pode ser o segredo da longevidade

+ Casal de 80 anos corre maratona para celebrar o amor

Para chegar a essa descoberta, os cientistas contaram com a ajuda de animais durante a fase de testes. Na primeira parte, o estudo foi feito com moscas que pousam em frutas. Durante cinco dias, elas foram expostas a adoçantes artificiais. Após esse período, o hábito alimentar das moscas mudou e o consumo de calorias aumentou em 30%.

Já a segunda parte da pesquisa foi realizada com ratos de laboratório. Ao longo de sete dias, eles comeram adoçantes artificiais. Depois da semana de testes, os animais passaram a comer uma quantidade maior de comida e tiveram alterações neuronais.

Ao analisar os resultados obtidos nos testes, os pesquisadores concluíram que os adoçantes artificiais possuem uma substância que gera um efeito na parte do cérebro que estimula o apetite, fazendo com que a pessoa tenha a vontade de comer alimentos mais calóricos. Além disso, o produto pode gerar hiperatividade, insônia e redução da qualidade do sono.

Foto: Thinkstock