Saúde e Bem-Estar

Abdominais realmente fazem bem à saúde?

Abdominais realmente fazem bem à saúde?

Se o maior peso na consciência da sua rotina na academia era pular os famosos abdominais, pode ser que seu pecadinho seja absolvido. Afinal, muitos pensam que os dolorosos exercícios são o caminho das pedras para um abdômen definido, mas será que os abdominais realmente fazem bem à saúde? Ou eles poderiam até nos fazer mal?

+ Como conquistar uma barriga chapada

Pesquisadores passaram a se questionar se esse tipo de atividade realmente ajuda a trazer a desejada “barriga tanquinho” ou se a boa forma abdominal não dependeria mais dos hábitos alimentares e da atividade física em geral.

Uma revisão de vários estudos sobre exercícios abdominais concluiu que eles melhoram a flexibilidade e a força muscular. Em cães, por exemplo, a atividade também ajuda na distribuição de nutrientes para os discos da espinha dorsal, o que previne a rigidez.

Até aí, tudo bem, mas para obter o desejado “tanquinho” é um trabalho e tanto. Em um pequeno estudo realizado em Illinois, em 2011, um grupo fez exercícios abdominais diariamente, enquanto o grupo de controle não fez nenhum. Depois de seis semanas, os especialistas fizeram medições detalhadas de cada voluntário e verificaram que os exercícios não fizeram diferença na circunferência da cintura, nem na quantidade de gordura na barriga.

+ Alimentos que ajudam a reduzir a gordura abdominal

Muitos atletas praticam exercícios abdominais como parte de uma longa série que tem por objetivo melhorar a estabilidade central do corpo. Mas uma pesquisa realizada na Universidade do Estado de Indiana, por Thomas Nesser, sugeriu que mais estabilidade nem sempre resulta em um melhor desempenho esportivo.

E o pior: independentemente de ajudarem ou não a atingir a forma física dos seus sonhos, os abdominais tradicionais podem até prejudicar a coluna, segundo Stuart McGill, professor de biomecânica da coluna na Universidade de Waterloo, no Canadá.

Via BBC

Mais em Saúde e Bem-Estar

Friends in the cafe

Álcool compromete o cérebro mesmo sem causar embriaguez, diz pesquisa

Mariana Castro20/04/2017
Girl looking in the mirror

Cinco sinais de que sua pele está envelhecendo rápido

Patricia Machado19/04/2017
Businessman sleeping on the couch

Sonecas deixam as pessoas mais felizes, garante pesquisa

Mariana Castro18/04/2017
Pampering cream

Quatro hábitos que podem prejudicar a pele no inverno

Patricia Machado18/04/2017
Teen woman with headache holding her hand to head

Enxaqueca influencia no desenvolvimento de transtorno de ansiedade, conclui pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Woman doing yoga exercise

Meditar regularmente pode ajudar a reduzir o estresse, diz estudo

Mariana Castro17/04/2017
Portrait of a beautiful little girl with strawberry

Consumir frutas pode reduzir o risco de diabetes, aponta pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Sad little girl

Problema auditivo pode prejudicar o aprendizado das crianças na escola

Mariana Castro11/04/2017
mother teaching daughter to cut vegetables

Mitos e verdades da dieta vegana

Mariana Castro10/04/2017
assadura em bebes - istock

Dicas para tratar assaduras em bebês

Mariana Castro10/04/2017
Mother and daughter

Filhos de mães mais velhas têm menos problemas comportamentais, diz estudo

Mariana Castro07/04/2017
woman tired of diet restrictions craving sweets chocolate

Psicólogos desenvolvem técnica para controlar compulsão por chocolate

Mariana Castro06/04/2017
boy and headphones

Jogar videogame pode ajudar no combate à depressão, afirma pesquisa

Mariana Castro05/04/2017
Woman Suffering From Stomach Ache

Itália planeja oferecer licença remunerada para quem sofrem com cólicas menstruais

Mariana Castro03/04/2017
Prescription Drug

Tomar anti-inflamatórios aumenta o risco de infarto, diz pesquisa

Mariana Castro31/03/2017