6 passeios gratuitos e super acessíveis na cidade de São Paulo

Por Ugor Feio em 08/01/2016

Você já deve ter visto por aí um pequeno adesivo com fundo azul e a imagem de um cadeirante. Ou de uma orelha com uma faixa, da representação de uma pessoa cega com um cão guia e até de duas mãos fazendo sinais desenhadas na cor branca. Esses são os símbolos oficiais na cidade de São Paulo da pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida.

accessibility_-_long

De 2011 pra cá, a SMPED, secretaria que rege as questões de pessoas com deficiência física na cidade, já contemplou 348 locais com o selo da acessibilidade. Dentre eles escolas, templos religiosos, restaurantes, bancos e centros culturais. O DicasCidade elaborou uma lista dos lugares gratuitos que garantem a acessibilidade para garantir a diversão de todos.

+ Como funciona a carta para deficientes

+ 20 dicas simples para ter uma vida mais feliz e saudável

corridasaosilvestre_preparativos_rib-5_95

Ao longo Avenida Paulista, agora fechada para a circulação de carros aos domingos, é possível encontrar estações de metrô com excelentes adaptações. A recente — e demorada — reforma de calçadas e cruzamentos da via melhorou a acessibilidade para cadeirantes e cegos. As guias foram rebaixadas e as calçadas niveladas, ganhando ainda piso podotátil – faixas em alto-relevo que fornecem auxílio na locomoção para os cegos.

praccca7a_oscar

Na oitava rua mais luxuosa do mundo, medidas foram tomadas para melhorar o acesso dos passantes. O espaço para pedestres ficou mais largo e ganhou guias rebaixadas com trilha podotátil em boa parte de sua extensão. Postes com fios aparentes foram retirados da via, o mobiliário público foi padronizado, piso das calçadas foi trocado e um Pocket Park (praçinha) super descolado foi inaugurado – cada dia com um Food Truck novo diferente.

ibirapuera1

Com vias internas asfaltadas e calçadas amplas, o Parque Ibirapuera conta com uma grande área plana e ainda oferece aos visitantes o Auditório Ibirapuera: um espaço projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer que, além de muito bonito, foi planejado para cadeirantes, com elevadores, rampas, plataformas, sinalização e lugares demarcados. O parque tem também banheiros adaptados para o público, incluindo os dos camarins.

AG-passeios-jardins-botanicos-sao-paulo-D-732x412

Uma boa opção de passeio para os que gostam de plantas é o Jardim Botânico. O local tem acesso via rampas e carrinhos motorizados para pessoas com dificuldade de locomoção.

Web_VilaMariana_MAM

O MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo) possui um acesso exemplar, com piso podotátil no entorno do prédio e banheiros adaptados.

MAM

O Memorial da Inclusão, localizado dentro do Memorial da América Latina, reúne fotografias, documentos, áudios, vídeos e referências às lutas que deram oportunidades as pessoas com deficiência física, metal ou mobilidade reduzida. O local é o maior e o mais completo memorial do segmento na América Latina.