Proteína de origem animal e vegetal ajudam a manter o músculo saudável, aponta estudo

Por Patricia Machado em 10/02/2017

O objetivo da maioria das pessoas que começa a fazer uma atividade física é, além de manter a saúde em dia, perder alguns quilinhos e ganhar músculos torneados. Para facilitar o processo, muita gente opta por uma dieta rica em proteína.

Intrigados com o assunto, pesquisadores estudaram a ação do nutriente no organismo e descobriram que o alto consumo de proteína, tanto de origem animal como de fonte vegetal, ajuda a manter os músculos saudáveis, grandes e fortes.

+ Futebol pode combater a pressão alta em mulheres, diz estudo

+ Os benefícios do esporte para o corpo e para a mente

Até então, os médicos já haviam comprovado que, entre outras coisas, a proteína é capaz de proteger a densidade dos ossos, a massa muscular e a força. No entanto, eles não sabiam se esses benefícios eram fornecidos pela proteína de origem animal, vegetal ou pelas duas.

Para encontrar essa resposta, pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, analisaram as respostas obtidas em um questionário realizado entre 2000 e 2005. Ao todo, 2.986 pessoas de 19 a 72 anos revelaram detalhes da sua alimentação.

As opções de proteína consumida foram dividas em seis padrões: fast food e laticínios gordurosos, peixe, carne vermelha, frango, laticínios com baixo nível de gordura e legumes.

O estudo concluiu que a proteína, de fato, contribui para a massa e força muscular, mas não foi possível comprovar o benefício disso para a densidade dos ossos. Além disso, não havia diferença entre o consumo de proteína de fonte animal ou de origem vegetal. Ambas influenciavam a saúde da mesma maneira.

Foto: Getty Images