Tradições de Natal pelo mundo

Por em 05/12/2015

O tempo voou e o Natal já está chegando. Certamente você já se perguntou como é a comemoração desta data mundo afora. Para sanar a essa curiosidade, fomos atrás das tradições mais curiosas do globo. Olha só: 

Alemanha

tirosalemanha

As boas vindas ao Natal costuma ser assim: homens se vestem com trajes tradicionais do país, se separam em grupos no gelo e disparam tiros de mosteiros ao ar.

Já na Baviera, maior estado alemão, outra tradição incomum acontece na cidade de Bischofswiesen. Os jovens se fantasiam com feno e correm pelas ruas assustando as pessoas. Esse costume remonta à época do paganismo e se refere a pequenos demônios. Hoje em dia ele é feito nos dias que antecedem ao 25 de dezembro.

pelznickelSão Nicolau e os “Pelznickel”

O monstro de feno é conhecido como Pelznickel (e também Belschnickel, Belznickle, Belznickel, Pelznikel) uma espécie de parceiro do “lado negro” de São Nicolau, que assusta as crianças que se comportaram mal ao longo do ano.

Áustria

krampusfamilyUma família fantasiada de Krampus junto com São Nicolau

Enquanto São Nicolau dá presentes para as crianças boas, Krampus, uma criatura com aparência de demônio, avisa e pune as más, batendo com uma vara em seus traseiros. O dia de Krampus é celebrado no anoitecer do dia 5 de dezembro, quando as pessoas se vestem como demônio, arrastando correntes e sinos enferrujados para assustar as crianças.

Escandinávia

risgrot

Na região que abrange a Dinamarca, Suécia e Noruega, existe uma criatura mítica conhecida por Tomte, Nisse ou Tonttu (varia de acordo com o país), que foi precedida pelo Yule Goat, um anão que aparece na época do Natal montando uma cabra e trazendo presentes. A criatura é tida como um guardião do lar que, se tratada bem, protege as crianças e os animais. Essas criaturas, porém, possuem um temperamento difícil e, caso sejam ofendidas, costumam pregar peças.

A tradição pede que se deixe um prato de comida (normalmente um mingau de arroz) para eles comerem após entregarem os presentes.

julbock

Em alguns desses países a cabra e o bode (Julbock) também são uma decoração natalina popular, que remeteà  lenda do deus Thor, que viajou por todo o céu puxado por dois destes animais.

Espanha

caganer

Em algumas regiões do país, como na Catalunha, na Comunidade Valenciana, Ilhas Canárias e na região de Murcia, na época de Natal as pessoas costumam esconder nos presépios bonecos conhecidos como “Caganer” ou “Cagón”.

Os bonecos são inspirados em camponeses, personagens da ficção ou personalidades, e estão sempre de calças arriadas fazendo suas necessidades.

cagatio

Outra tradição esquisita é o “Caga Tio” (Tronco Cagão), também chamado de “Tio de Nadal” (Tronco de Natal), que consiste em pegar um tronco oco e enchê-lo de doces durante todo o mês de dezembro. No dia 25, o tronco é espancado com porretes, pedaços de pau e outros objetos, a fim de que ele “defeque” os presentes. Vai entender…

França

franca

No dia 25 de dezembro, os franceses têm uma tradição conhecida como reconciliação de Natal, que propõe visitar a casa de um desafeto para fazerem as pazes. Uma atitude nobre, não?

Holanda

holanda

Na véspera do Natal holandês, não há Papai Noel distribuindo presentes, já que a entrega ocorre durante os festejos de Sinterklaas (São Nicolau), no dia 5 de dezembro. As crianças costumam colocar fenos, cenouras ou açúcar nos sapatos para atraírem o cavalo branco de São Nicolau. Em troca, elas ganham presentes e guloseimas.

Os dias 25 e 26 são reservados para confraternização, quando as famílias se reúnem para comer e aproveitar a companhia uns dos outros.

Inglaterra

pularondasuk

Na Inglaterra, o mês de dezembro é marcado pelo frio rigoroso, com uma média de -5ºC e muita neve.

Uma tradição dos moradores da cidade de Brighton, entretanto, localizada no sul do país, é pular ondas congelantes no dia do Natal. Um fato curioso é que as pessoas que seguem esse costume enfrentam o mar usando roupas de banho e uma réplica do gorro do Papai Noel. Há adeptos do costume também na cidade de Nice, na França, e em alguns locais da Irlanda! Brrrr!

Islândia

jolasveinarnir

Duas semanas antes do Natal, as crianças que se comportaram durante o ano todo ganham pequenos mimos a cada noite. Ou seja: em vez de um presente, elas recebem 13! Cada um de um “jólasveinarnir”, como são chamados os treze bons velhinhos do país. Já aquelas crianças que aprontaram ganham batatas podres. Ô dó…

Itália

befana

Além do Papai Noel, as crianças recebem, no dia 5 de dezembro, a visita da Befana, uma velha com cara de bruxa. Ela deixa doces para aqueles que se comportaram e, para os desobedientes, apenas um carvão.

Segundo a lenda, os Reis Magos pararam durante a ida até Belém e pediram comida e abrigo a uma velha senhora, que negou ajuda. Eles seguiram a viagem com fome e cansados. Quando a velha senhora se arrependeu, os Reis Magos já estavam longe. Reza a lenda que a Befana ainda vaga pelo mundo procurando o menino Jesus. Ela disfarça de diversas maneiras: rainha, fada, velha ou bruxa.

Letônia

Christmas presents piled underneath a christmas tree.

Neste país o Papai Noel e as renas têm trabalham pesado no mês de dezembro. A tradição é que as crianças recebam presentes durante 12 dias seguidos.

Diz a lenda que é de lá o primeiro registro sobre a montagem de uma árvore de Natal. O feito teria acontecido na praça de Riva, capital do país, em 1510. Partindo para a Letônia em 3,2,1!

Noruega

grotnoruega

Além dos costumes já foi citados sobre a região da Escandinávia, muitas famílias têm como tradição decorar a árvore de Natal e servir mingau de arroz na antevéspera de Natal (dia 23 de dezembro). Uma amêndoa é escondida no mingau e quem a encontrá-la em sua porção pode ganhar um porquinho feito de marzipã ou algum outro presente ou prêmio especial. 

República Tcheca

jogarsapato

Se você é mulher e deseja se casar, existe um ritual curioso praticado pelas jovens do país nesta data. De costas para a entrada de suas casas, elas jogam um calçado por cima do ombro e, se ele cair com o dedão apontando para a porta, significa que elas se casarão dentro de um ano. Se o sapato cair virado para qualquer outro lado, é preciso esperar o próximo Natal para tentar adivinhar a sorte novamente.