Trabalhar mais de 45 horas por semana pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, revela pesquisa

Por em 24/04/2016

Uma pesquisa publicada no Journal of Occupational and Environmental Medicine revelou que trabalhar mais de 45 horas por semana, ao longo de uma década, pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

+ Trabalhar ou estudar antes das 10h pode deixar as pessoas doentes e estressadas

A constatação feita por pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, levou em conta dados de mais de 1.900 participantes de um estudo de longo prazo sobre saúde e trabalho. Todos estavam empregados há pelo menos dez anos. A equipe descobriu ainda que, entre os que atuam em período integral, o risco é significativamente maior.

A pesquisa levou em consideração eventos como infarto, derrame, pressão alta, angina, doença coronariana e insuficiência cardíaca. O risco dessas ocorrências na população estudada foi de 43% e não variou muito entre quem trabalhava entre 40 e 45 horas. Mas, além desse período, o risco aumentou cerca de 1% para cada hora trabalhada a mais.

Para os indivíduos que trabalharam 55 ou mais horas ao longo de uma década, o alerta foi ainda maior: o risco de doenças cardiovasculares é 16% mais alto. E, entre aqueles que seguiram uma jornada de 60 horas ou mais, pelo mesmo período, o risco foi 35% maior.

Via Daily Mail