Trabalhar demais é ruim para a saúde e aumenta risco de derrame, diz estudo

Por Pedro Katchborian em 11/09/2015

Um novo estudo feito nos Estados Unidos, Europa e Austrália e publicado no the Lancet, um jornal científico do Reino Unido, descobriu que pessoas que trabalham mais do que 55 horas por semana têm 33% mais chances de derrame do que as que trabalham menos.

Foram avaliados 526 mil homens e mulheres durante um período de 7 anos. Desses, foram registrados 1,722 derrames. Controlando e analisando hábitos alimentares e de fumo, os pesquisadores conseguiram chegar a conclusão de quem trabalha muito tem 1/3 a mais de risco de que os que trabalham as convencionais 35 a 40 horas semanais.

O estudo é o maior até hoje que relaciona as horas trabalhadas a saúde das pessoas — e inédito, já que é o primeiro que relaciona o derrame ao trabalho. Estudos anteriores já haviam ligado o esforço no emprego aos infartos. A conclusão da pesquisa é que “mais atenção deve ser dada aos fatores de risco em indivíduos que trabalham muitas horas”.

Via Fortune