Genética influencia na perda da virgindade, diz pesquisa

Por Patricia Machado em 19/04/2016

Um novo estudo realizado pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, e publicado no jornal médico Nature Genetics, descobriu que existe uma relação entre a genética de cada indivíduo e o momento em que ele terá a sua primeira relação sexual.

+ Conheça os principais motivos para o fim de um relacionamento, de acordo com a ciência

+ Mulheres precisam de mais horas de sono do que os homens, diz pesquisa

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram o DNA de mais de 125 mil pessoas no Reino Unidos e 250 mil pessoas nos Estados Unidos e Islândia, com idades entre 40 e 69 anos.

Apesar de estudos anteriores afirmarem que crenças religiosas, educação familiar e a pressão dos amigos eram capazes de influenciar a decisão de perder a virgindade, os pesquisadores identificaram que a genética também tem o seu papel nesse momento.

Os cientistas descobriram mutações genéticas no DNA dos voluntários que seriam capazes de influenciar na idade em que as pessoas entram na puberdade e têm a sua primeira relação sexual — perdendo, assim, a virgindade. Dessa maneira, a genética seria responsável por 25% dessa decisão.

Via Metro / Foto: Thinkstock