Dicas para se sair bem em uma entrevista de emprego

Por Patricia Machado em 03/11/2015

Mais de 8,6 milhões pessoas estão à procura de um emprego no Brasil. O número, que equivale à soma das populações das cidades do Rio de Janeiro e de Manaus, surpreende. Segundo o IBGE, a taxa de desemprego de 8,6%, registrada entre maio e julho deste ano, é a maior desde que a pesquisa começou a ser feita, em 2012.

+ 7 bons sites para montar o seu portfólio ou currículo

+ Dicas para estimular a sua criatividade

“Por causa da crise financeira, muitas pessoas competentes estão desempregadas. Isso aumenta ainda mais a competição por um bom emprego”, diz Frederico Vani, diretor de recrutamento da Stato, consultoria especializada em recrutamento e transição de executivo, com sedes em São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Na busca por uma boa colocação no mercado de trabalho, a maioria dos candidatos precisa passar por um extenso processo seletivo. “A entrevista é a parte mais importante de todo o processo porque o entrevistador pode conhecer o candidato, saber suas histórias, verificar os conhecimentos técnicos, analisar as características comportamentais e se certificar de que aquele currículo diz a verdade”, explica Frederico.

+ Como ser mais feliz no trabalho

Por isso, a ideia de que apenas um bom currículo é capaz de garantir uma vaga de emprego está errada. “Candidatos que tem uma comunicação truncada e sem clareza na hora da entrevista podem ser reprovados no processo seletivo”, alerta o diretor de recrutamento.

Durante uma entrevista de emprego, dois fatores são analisados: o conhecimento técnico, que deve mostrar se a pessoa está apta para desempenhar aquela função, e o desenvolvimento comportamental, que deve determinar se o candidato está alinhado com a cultura, ideias e valores da companhia em que está pleiteando a vaga.

“É essencial que a pessoa demonstre entusiasmo sobre a vaga que está concorrendo. Isso pode fazer a diferença na decisão de contratação. O candidato deve mostrar interesse, motivação e vontade de fazer parte daquela equipe”, aconselha Frederico.

Para aumentar as chances de você sair da lista dos desempregados e ter sucesso no seu próximo processo seletivo, pedimos para que Frederico Vani, diretor de recrutamento da Stato, reunisse algumas dicas para você se dar bem nas entrevistas de emprego. Dê uma olhada:

Antes da entrevista de emprego

  • Faça uma pesquisa e conheça bem a empresa que você está pleiteando uma vaga. Verifique como essa empresa trabalha no mercado e quais são os cases de sucesso que ela possui no portfólio;
  • Pesquise sobre a carreira do entrevistador. Isso pode fazer com que você descubra pontos em comum e que são capazes de trazer empatia durante a entrevista;
  • Conheça muito bem a sua própria história. “Saiba explicar o motivo das mudanças de emprego, quais contribuições trouxe para as companhias em que trabalhou e quais pontos você aprendeu ao longo da carreira. Isso facilita o trabalho de quem está entrevistando e mostra quem você é”, aconselha Frederico;

Durante a entrevista de emprego

  • Seja você mesmo;
  • Evite mentiras – mesmo as pequenas! “Uma pequena mentira é capaz de colocar todo o seu currículo em dúvida”, alerta o diretor de recrutamento;
  • Evite falar mal de antigos chefes, equipes e empresas. “Esse hábito pode gerar desconfiança, porque o entrevistado pode achar que você também será capaz de falar mal da nova empresa, caso seja contrato”, diz Frederico;
  • Caso precise explicar os seus pontos negativos, escolha características que podem se tornar pontos positivos quando analisadas com mais profundidade. “Se você disser que é voltado para resultados e que por isso acaba trabalhando por longas horas, por exemplo, isso pode ser um ponto positivo caso a empresa goste desse tipo de pensamento”, explica Frederico;
  • Para controlar a ansiedade, aposte no planejamento e em uma boa noite de sono;
  • Faça perguntas apenas se o entrevistador lhe der a oportunidade. “Pergunte coisas relacionadas a tarefa da vaga e a companhia. Essas perguntas devem te ajudar a optar pelo emprego, caso a empresa lhe faça uma oferta. Limite-se a duas ou três perguntas”, afirma o diretor de recrutamento;
  • Evite falar sobre a remuneração nas primeiras entrevistas;
  • Tenha uma postura adequada;
  • Seja pontual. A dica é sempre chegar 15 minutos antes do horário marcado;
  • Pesquise o dress code da companhia. Caso tenha dúvidas, aposte no traje social;

Depois da entrevista de emprego

  • Tenha paciência e espere a empresa se manifestar;
  • Caso a empresa não entre em contate, mande um e-mail bem educado cerca de cinco dias após a data em que a empresa prometeu um retorno;

Caso algum imprevisto aconteça e você perca a entrevista de emprego, certifique-se de ligar para a companhia comunicando o incidente, explicando que deseja continuar no processo seletivo e dizendo que deixa a agenda aberta para a possibilidade de remarcar a entrevista.

“Para que você tenha mais chances de conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho, procure ter um bom nível de inglês. Essa atividade extracurricular ainda faz diferença durante a análise curricular”, complta Frederico Vani, diretor de recrutamento da Stato.