Finanças

Oito dicas para identificar uma criança consumista

Oito dicas para identificar uma criança consumista

Ensinar sobre finanças para as crianças é uma árdua tarefa. Uma das razões para isso é o fato dos pais quererem sempre agradar os pequenos e, para isso, acabam gastando demais para que seus filhos tenham sempre tudo o há de bom e melhor no mercado. Conduto, esse tipo de atitude pode gerar crianças consumistas.

+ Especialista dá três dicas para quem quer empreender mais, mas não tem dinheiro

+ 3 dicas para lidar melhor com o seu dinheiro

Identificar se os filhos estão se tornando excessivamente consumistas não é tão simples quanto parece e é preciso observar com afinco algumas atitudes das crianças. “É normal que os pequenos sintam desejos sobre as coisas que veem, mas é importante que se tenha em mente que grande parte desses desejos são imediatistas, ou seja, passageiros. A situação começa a ficar complicada quando a criança acredita ter necessidade de possuir tudo aquilo que lhe é sugestivo e, quando não consegue, faz birra”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos.

De acordo com o especialista, a falta de paciência e o constante desejo por coisas novas são indícios de que as crianças já podem aprender a importância de um planejamento e de estabelecer três sonhos. Um deles deve ser de curto prazo, sendo realizado dentro de um mês, enquanto outro deve ser de médio prazo, sendo realizado entre um e seis meses. Por sua vez, o último deve ser o mais difícil e precisará de, pelo menos, seis meses para ser concretizado.

Outro aspecto que indica o consumismo excessivo é quando as crianças recebem mesada e não poupam parte dela para seus sonhos ou se não conseguem ter dinheiro suficiente para viver naquele mês. “É válido também observar quando elas ganham um presente: se são cuidadosas ou logo deixam de lado, esquecem em algum lugar ou quebram. Se presenciar atitudes como essas, é hora de repensar a educação financeira dos seus filhos”, orienta Reinaldo.

+ Conversar sobre dinheiro ainda é um tabu para muitos casais

Uma vez que seja comprovado o comportamento consumista, é importante conhecer a origem do problema. “A maioria irá rapidamente falar que a culpa é da TV ou do marketing publicitário. Isso é um grande erro porque, por mais que possa se auferir a esses uma parcela de culpa, os maiores responsáveis pelo comportamento dos filhos sempre serão os pais”, diz o especialista. Afinal, é preciso ter consciência de que os filhos herdam grande parte dos hábitos dos pais.

“Se os hábitos e costumes da família forem positivos em relação ao uso do dinheiro, eles tendem a prevalecer na vida dos filhos. Isso, certamente, evitará que as crianças se tornem adultos endividados e com problemas financeiros”, garante Reinaldo.

Saiba identificar o comportamento consumista de uma criança através de oito dicas:

  • Observe se ela fica “hipnotizada” frente às propagandas em sites ou no intervalo de seus programas favoritos ou se, ao contrário disso, as chamadas não despertam grande interesse a ponto de fazê-la desejar tudo o que vê
  • Atente-se a forma como ela fala sobre os itens que seus amigos têm, observando se deseja ter também para se sentir identificada e aceita no grupo ou se ela não se deixa influenciar pelos outros
  • Observe a reação da criança ao perceber que não poderá ter aquilo que deseja naquele momento, constatando se ela age com maturidade e busca compreender a situação ou se chora, esperneia e faz birra
  • Procure saber se a criança tem apenas desejos imediatistas por coisas que quer, mas que poderia viver sem, ou se tem sonhos e anseia por itens que tem significado e importância em sua vida
  • Procure saber se ela planeja formas para conquistar aquilo que deseja. O planejamento é uma das atitudes mais importantes para quem é educado financeiramente. Isso diminui com o consumismo desenfreado
  • Caso ela receba mesada, verifique se ela poupa parte do valor para realizar seus sonhos. Além disso, perceba se ela consegue passar o mês com o que ganha ou se acaba pedindo mais dinheiro
  • Observe se ela é cuidadosa com os presentes que ganha ou se deixa de lado, esquece em algum lugar ou quebra rapidamente
  • Identifique se a família é consumista. As crianças herdam hábitos e costumes de seus familiares. Por isso, é importante que os adultos busquem melhorar seu comportamento em relação ao uso do dinheiro

Procurando uma escola de educação financeira? Clique aqui e faça a sua busca no Apontador.

Foto: Getty Images

Mais em Finanças

Close up young woman with calculator counting making notes

O que acontece se você não declarar o Imposto de Renda 2017?

Mariana Castro28/04/2017
Two creative millenial small business owners working on social media

Três dicas para fazer sua empresa crescer

Mariana Castro26/04/2017
Businesswoman Addressing Meeting Around Boardroom Table

Três fatores importantes para ser um bom líder

Mariana Castro25/04/2017
Person Hand Inserting Coin In Piggybank

Método ensina a economizar R$6.890 em 52 semanas

Mariana Castro18/04/2017
business travel

Quais são os seus direitos em caso de overbooking?

Mariana Castro17/04/2017
Female traveler

Dicas para economizar durante uma viagem

Mariana Castro17/04/2017
Colleagues in front of their office,

Quatro formas de lidar com fofocas no ambiente de trabalho

Mariana Castro07/04/2017
Woman housewife looking check in store

Dicas para economizar com a alimentação

Patricia Machado30/03/2017
Shopping cart full of food in supermarket aisle side tilt

Preço dos alimentos deve desacelerar este ano, segundo especialistas

Mariana Castro26/03/2017
Happy senior pair

Quatro passos para planejar a sua aposentadoria

Mariana Castro21/03/2017
Businesspeople Sitting On Chair

Pesquisa revela o melhor e pior setor para encontrar um emprego no Brasil

Mariana Castro16/03/2017
man with a light bulb over his head

Ciência determina os melhores horários para você tomar decisões e ter boas ideias

Mariana Castro15/03/2017
Tired woman in the office

Mulheres trabalham 7,5 horas a mais do que os homens, aponta pesquisa

Mariana Castro14/03/2017
Woman hanging open sign on door

Prefeitura de SP cria programa que promete abrir uma empresa em sete dias

Patricia Machado07/03/2017
A man holding a cardboard box with work supplies in it

Mercado de trabalho formal fecha mais de 40 mil vagas em janeiro

Patricia Machado07/03/2017