Falta de sono pode prejudicar os negócios, aponta pesquisa

Por Patricia Machado em 05/12/2016

Sentir sono ao longo do dia é algo frequente para muitos trabalhadores. Afinal, a atribulada rotina profissional e os afazeres domésticos fazem com que muitas pessoas durmam poucas horas por dia. No entanto, tal atitude pode resultar em prejuízos financeiros para as empresas.

+ 4 canais do YouTube para te ajudar a controlar as finanças

+ Especialista dá dicas para quem quer empreender mas não tem dinheiro

O centro de pesquisa norte-americano RAND Corporation comandou uma pesquisa para entender o impacto da indisposição do funcionário sobre as finanças de um negócio. Para isso, os cientistas analisaram a economia dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Japão e Canadá e verificaram os hábitos de sono das pessoas que participaram de uma pesquisa feita pela National Sleep Foundation em 2013. A ideia era cruzar as informações e tentar achar uma relação entre elas.

Os números mostraram que a falta de sono faz com que os trabalhadores fiquem cansados, aumentando as chances deles serem menos produtivos e até desenvolverem alguma doença. Isso seria capaz de fazer com que os cinco países estudados perdessem, juntos, um montante calculado entre US$ 480 bilhões e US$ 680 bilhões por ano.

“A falta de sono está associada a resultados piores de saúde. Elas vão de um risco mais elevado de sofrer com condições crônicas, incluindo diabetes, pressão sanguínea e doenças do coração, a distúrbios mentais como depressão e ansiedade. Estudos também relacionam cada vez mais a privação de sono com a tomada ruim de decisões”, disse o relatório da pesquisa.

Foto: Getty Images