As cantinas italianas mais tradicionais de São Paulo

Por em 24/06/2016

Não basta servir massa boa: é preciso ter história, cultura, ingredientes de qualidade e, inclusive, algumas das cantinas italianas mais tradicionais de São Paulo possuem o selo de legitimidade Ospitalità Italiana, conferido pela União das Câmaras de Comércio Italianas.

+ Rodízio de pizza em São Paulo

Para isso, os restaurantes precisam ter ao menos um funcionário fluente em italiano; um elemento de decoração que remeta à Itália; o menu traduzido corretamente em italiano; um chef com certificado em culinária italiana ou experiência em restaurantes típicos; 50% dos pratos tradicionalmente italianos; cinco receitas que sigam a tradição italiana; 20% da carta de vinhos com rótulos de origem comprovada na Itália; azeite italiano e produtos de origem italiana. Ufa!

+ Oito restaurantes históricos para conhecer em São Paulo

Para as cantinas que ainda se encaixam no perfil de tradicionais, mas não possuem este selo específico, sobra a tradição, os laços de família, o ambiente único e, claro, a comida farta.

Conheça agora sete delas, planeje sua visita e, como um bom italiano diria, mangia che te fa bene!

Cantina C… Que Sabe 

cantinas tradicionais - cantina c q sabe

Crédito: Reprodução Facebook

A casa foi fundada em 1931 pelos avós dos atuais proprietários e é administrada pela família desde a sua fundação. A decoração remete ao sul da Itália, sendo que os lustres e arandelas são feitos com escorredores de macarrão e raladores de queijo. A casa também possui o selo de Ospitalità Italiana — não se surpreenda com muita festa e barulho na hora da Tarantela.

Cantina do Piero

cantinas tradicionais -cantina do piero il vero

Crédito: Reprodução Facebook

Passada de pai para filho há três gerações, a Cantina do Piero Il Vero foi fundada em novembro de 1990 no coração do Jardins. Seu fundador foi o italiano Pier Luigi Grandi, que também trabalhou com Giovanni Bruno, fundador da Il Sogno di Anarello. Além das músicas típicas e das porções fartas, Piero trouxe para o restaurante sua segunda paixão, o futebol — a cantina é toda decorada com camisas e bandeiras de times italianos.

Cantina Roperto

cantinas tradicionais - cantina roperto

Crédito: Reprodução Facebook

A cantina, que está desde 1942 no bairro do Bixiga, é uma das mais tradicionais de São Paulo e também possui o selo Ospitalità Italiana. Se mantém fiel à cultura do sul do país desde então, com receitas passadas a cada geração desde a chegada da família ao Brasil. São mais de vinte tipos de massas a serem combinadas com diferentes molhos, sem contar a famosa Perna de Cabrito, o Filé à Parmegiana e o Fusilli ao Sugo, que são os pratos preferidos dos clientes. E como uma boa cantina italiana, o ambiente é bem familiar e possui música ao vivo todas as noites, inclusive nos almoços de sábado.

Il Sogno di Anarello

cantinas tradicionais - Il Sogno di Anarello

Crédito: Lucas Lima

O italiano Giovanni Bruno, que fundou a cantina em 1980, era um dos personagens mais importantes da cultura cantineira paulistana. É dado a ele, por exemplo, o crédito pela receita de cappeletti à romanesca — a massa recheada de carne bovina, com molho branco, presunto picado, ervilhas e champinhon. Giovanni faleceu aos 78 anos, em 2014, mas seu legado continua na Vila Mariana. A cantina é reconhecida com o selo Ospitalità Italiana.

Lazzarella

cantinas tradicionais - lazzarella

Crédito: O Globo

 A cantina foi fundada em 22 de Abril de 1970, no coração do Bixiga, em meio a tantos restaurantes já famosos. Seus sócios fundadores eram filhos de italianos de Bari, Nápoles e Piemonte. Gennaro, Therezinha e Olga sempre quiseram que sua cantina primasse pela boa culinária italiana, decoração típica, colorida e familiarmente alegre, características que estão presentes até hoje no estabelecimento.

Na época que foi inaugurada, a música ao vivo ainda era uma novidade nas cantinas do bairro e hoje continua a ser um dos diferenciais, pois D. Olga acompanhada por seus músicos, interpreta os sucessos da música italiana e as “Canzonetas napulitanas” de todos os tempos.

Nello’s

cantinas tradicionais - nellos

Crédito: Reprodução Facebook

A cantina foi fundada em 1974 pelo casal de italianos Nello e Rina de’Rossi e ganhou notoriedade na capital movida pelo lema “boa comida, preço justo e simpatia”. O cardápio foi aprovado por Nello, que faleceu em 2013, e hoje é conduzido por sua mulher. Ela também possui o selo Ospitalità Italiana.

Pasquale Cantina

cantinas tradicionais - pasquale

Crédito: Reprodução Facebook

A cantinas abriu as portas em 2001, mas já é bem tradicional e também possui o selo Ospitalità Italiana. Inicialmente, o chef Pasquale Nigro pretendia oferecer apenas antepastos caseiros e receitas do avô, também chef e dono de restaurante na região de Apúlia, na Itália. Mas os amigos não resistiam às massas preparadas por ele e o restaurante foi se expandindo em resposta à demanda. É um lugar onde você encontrará as receitas italianas desde os antepastos até a sobremesa.