Dicas para remover o mofo e bolor das paredes

Por Redação Apontador em 08/08/2017

O mofo e o bolor são tipos diferentes de fungos, mas ambos são considerados o terror de algumas casas. Normalmente, eles se desenvolvem em ambientes quentes e úmidos e que não possuem circulação de ar e recebem pouca luz solar. Além disso, esses fungos também podem se propagar como consequência de uma infiltração ou vazamento do encanamento da residência.

+ Como limpar o micro-ondas corretamente?

+ Cinco erros comuns na hora de limpar a casa

Se não removido corretamente, estes fungos podem causar estrados para a decoração da casa. Por isso, o blog Viva Decora reuniu dicas valiosas para se livrar do problema. Confira:

Dicas para remover o mofo e bolor da parede

Antes de entrar em ação, é importante ressaltar que, dependendo da origem do fungo e bolor, pode ser necessário a ajuda de um profissional capacitado. Se o mofo ou bolor estiver localizado em uma área exclusiva e não for consequência de um vazamento ou infiltração, siga as dicas abaixo para remover os fungos da parede com uma solução caseira:

  • Você precisará de água sanitária, um balde com água, luvas de borracha, óculos de proteção, máscara, escova de cerdas duras e um pano úmido
  • Abra bem as janelas para deixar a luz e ventilação entrar
  • Coloque óculos para proteção, luvas e máscara antes preparar e aplicar a mistura
  • Misture no balde a proporção de 1/3 de água sanitária para uma parte de água
  • A quantidade total dependerá do tamanho que o mofo está ocupando na parede
  • Com a escova, espalhe e esfregue a solução na parede com o mofo
  • Posteriormente, enxágue com um pano úmido

Outra opção é adquirir produtos específicos para a limpeza de mofo e bolor. Geralmente, esses produtos são mais fortes e, por isso, é importante manter os cuidados de proteção com a pele e olhos. Evite misturar produtos de limpeza, pois há o risco de surgir reações químicas inesperadas.

Pintar a parede pode ser uma ótima forma de evitar o retorno do mofo ou bolor

Caso as manchas do mofo e bolor danifiquem a parede, será necessário pintar o local. Se o bolor for ocasionado por uma infiltração e for solucionado, vale lixar a parede antes de realizar a pintura. Para ambientes muito úmidos, pode ser interessante o uso de uma tinta acrílica ou lavável.

Além disso, se o bolor ou o mofo retornar com frequência e rapidamente, considere consultar um especialista para analisar a situação.

Dicas para evitar o surgimento de mofo e bolor 

Depois de remover todo o mofo e bolor da parede, é imprescindível que você evite que ele volte. Como o mofo se desenvolve melhor com o calor e umidade, elimine esses fatores do ambiente. Confira algumas dicas:

  • Utilize um desumidificador elétrico de ambientes
  • Sempre que possível, deixe as janelas e cortinas abertas
  • Não guarde objetos e móveis úmidos ou molhados
  • Pinte o ambiente com tinta antimofo
  • Utilize bons revestimentos para as paredes, chão e teto
  • Invista em métodos de impermeabilização de qualidade
  • Caso seja necessário, contrate um especialista para consertar vazamentos e infiltrações

Problemas de saúde agravados pelo mofo ou bolor

É importante salientar que o mofo pode desencadear alergias e quadros de rinite, agravar a asma, causar tosse seca e dores de cabeça e transmitir bactérias que podem levar a infecções. Em casos mais graves, ambientes com bolor podem ser um gatilho para a ocorrência da pneumonia.

A presença de mofo ou bolor na casa pode causa ainda alergias na pele e problemas oculares, como coceiras e irritações. Pessoas mais vulneráveis, como idosos, bebês, crianças, grávidas e pessoas doentes, podem sofrer mais com a exposição ao bolor. Por isso, cuide da sua casa constantemente para manter a sua família sempre protegida.

Por Bianca Alvarenga, redatora do Viva Decora / Fotos: Viva Decora