Apartamento novo ou usado: quais as vantagens na hora da reforma?

Por Patricia Machado em 29/04/2015

Comprar um apartamento novo não é sinônimo de pouca reforma. Isso porque os novos empreendimentos são entregues pelas construtoras incompletos – sem pisos, gabinetes e armários. Já a decisão de optar por apartamentos usados ou antigos também merece atenção, uma vez que o futuro morador precisa realizar obras para adequar o espaço às suas necessidades.

Pensando nisso, o Apontador reuniu vantagens e desvantagens de reformar apartamentos novos e usados. Veja o que vale mais a pena:

Idade do apartamento

Quem optar por apartamentos usados deve ficar atento a pontos de umidade, infiltrações, e a estrutura do prédio e dos elevadores. “Empreendimentos com mais de 30 anos merecem atenção do futuro comprador. Esses prédios são mais antigos e devem precisar de reformas na estrutura. Isso irá impactar no valor do condomínio, já que o gasto será partilhado entre os moradores”, diz a arquiteta especialista em reformas Silvana Ferro.

Aproveitamento de estruturas

Durante a reforma de apartamentos usados é possível, na maioria das vezes, aproveitar armários embutidos, pisos e acessórios de iluminação. Se o apartamento é novo, o dono do imóvel precisará investir em acabamentos – assoalhos, chuveiro, luminárias e boxe – que não são instalados pelas construtoras. “Essas pequenas reformas em um apartamento novo chegam a custar 20% do valor do imóvel”, revela Silvana.

+Conheça empresas especializadas em reforma

Rede elétrica

Apartamentos novos possuem um sistema elétrico compatível com a realidade atual. Eles já vêm com a quantidade de tomadas e carga elétrica necessária para atender os hábitos eletrônicos das famílias modernas. Já os apartamentos mais antigos costumam trazer outros modelos de tomadas (não a de três pinos) e menos pontos de energia elétrica, o que acaba exigindo uma pequena obra para adequar a sua estrutura às necessidades dos novos moradores.

Área dos apartamentos

Apartamentos antigos costumam ser mais espaçosos, tendo uma sala ampla e cerca de dois ou três quartos. A maioria dos apartamentos novos privilegia os espaços sociais, tendo menor área para os quartos. Se for necessário mudar o layout dos cômodos, o custo da reforma irá depender do projeto desenhado para atender as alterações desejadas. “É importante que o apartamento atenda às necessidades de seus moradores”, diz Silvana.