Saiba o que fazer com seu carro durante uma enchente

Por Mariana Castro em 16/11/2016

Por ser mais uma daquelas coisas que você nunca imagina que acontecerá com você, são poucos os que sabem como agir diante de uma enchente. Mas, ficar preso no carro ou ter que passar com o veículo por áreas de alagamento já é algo comum em cidades grandes e chuvosas.

+ O que fazer ao se deparar com um carro abandonado na rua?

+ Sete ameaças que podem danificar a pintura do carro

Ao se deparar com uma chuva forte, o ideal é evitar sair de casa para não correr riscos desnecessários. Mas nem sempre isso é possível e, muitas vezes, a chuva cai quando já se está no trânsito. Por isso, saber o que fazer em situações como essas pode amenizar os danos e garantir maior segurança ao motorista.

Caso seja necessário atravessar uma área alagada, comece aguardando a passagem do carro da frente. O movimento da água provoca ondas que podem alagar o carro que vem atrás ou fazê-lo perder a direção. Por isso, o ideal é sempre manter distância dos outros veículos.

O Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) recomenda realizar a travessia em velocidade baixa e contínua, usando a primeira marcha. Se o motor desligar durante o processo, em hipótese alguma ligue-o novamente antes que a água baixe. Isso pode levar a água a entrar pelo cano de descarga, contaminar componentes eletrônicos e danificar o motor.

De acordo com o Cesvi, recomenda-se também desligar o ar condicionado, reduzindo assim o risco de calço hidráulico. Eles ainda alertam que veículos rebaixados e turbinados, na maioria das vezes, apresentam maiores riscos de sofrer calço hidráulico, que é a entrada de água na câmara de combustão.

+ CET lança multa moral que pode ser aplicada por qualquer cidadão

Se você se encontrar preso na enchente e o nível da água ultrapassar as rodas, é hora de abandonar o veículo pois são grandes as chances do carro boiar e perder o controle. Se a água atingir as janelas, as portas são bloqueadas, o que impede sua saída e dificulta o resgate. Em caso de emergência, ligue 193.

Foto: iStock