6 sinais de que está na hora de vender ou trocar de carro

Por Thomas Coelho em 19/05/2015

Se você está preocupado em não perder dinheiro, identificar os sinais e o momento certo de trocar o seu carro é bastante importante.

+ Confira os benefícios de trocar o carro pela bicicleta

Por si só, um veículo já dispõe de muitos gastos obrigatórios, como gasolina, IPVA, seguro, manutenção… E com certeza você não quer que a lista aumente. Por isso, confira alguns sinais de que está na hora de vender ou trocar de carro e economize dinheiro (ou, pelo menos, evite perder muito)!

Manutenção x valor do carro

Se o valor gasto anualmente com manutenção ultrapassar 10% o valor de venda do seu carro, este pode ser o momento certo para vendê-lo. Confira a Tabela Fipe para acompanhar a desvalorização do seu veículo e lembre-se de que essa é apenas uma referência, pois pode ser que você não consiga fazer a venda por esse valor. Se você fizer negócio em alguma concessionária, é importante saber que eles irão desvalorizar seu veículo entre 20% e 30%.

Seu carro vive na oficina

O fato de seu carro estar sempre na oficina pode ser um alerta de que é o momento de fazer a venda, porém, é preciso analisar a fundo. Por exemplo, se as revisões são raras, a chance de problemas acontecerem são muito maiores. Mas se o caso é que há um desgaste devido à quilometragem e ao tempo de uso, você deve levar a sério a ideia de trocar de veículo.

Lembre-se: As revisões são muito importantes e podem dar uma sobrevida considerável ao seu carro, portanto, não deixe de fazê-las. Trocar apenas o óleo e o filtro é muito pouco.

O carro está feio

Problemas com pintura e funilaria com certeza vão prejudicar a venda, pois você terá dificuldades de encontrar alguém que queira comprar um carro amassado. E, se encontrar, o valor vai cair bastante. Deixe seu carro inteiro e bem cuidado, assim você poderá definir melhor se vale a pena permanecer com ele ou efetuar a venda.

Aniversário de 5 anos

Quando se fala de carros pequenos e médios, cinco anos geralmente é o tempo ideal para ficar com seu veículo sem grandes despesas. Após esse período, as chances de gastar muito com reparos é maior.

Marca de 100.000 quilômetros

Você pode amar o seu carro, porém, quando ultrapassar a marca de 100.000 quilômetros rodados, as chances de você ter que visitar oficinas mecânicas com maior frequência são enormes. Não se iluda com os últimos reparos feitos, pois mesmo assim a probabilidade de quebra de peças aumenta bastante.

Sinais do mercado

É muito importante estar atento ao mercado, ou seja, novos lançamentos e mudanças de ano/modelo, pois isso pode desvalorizar ainda mais o seu veículo e te deixar no prejuízo.

Fonte: G1